Quando tudo muda?

Hoje, um dia comum em que o tempo passa, até que algo que o torne incomum aconteça, e as vezes acontece. Um pensamento nunca antes pensado pode vir a tona e, mudar tudo, desmanchar conceitos antigos e criar novos ainda por melhorar.

Existe um tempo para que as coisas se manifestem, um nível de energia que elas tem que atingir para se manifestar, pensamentos amadurecem constantemente ao longo de anos, insights e epifanias acontecem quando achamos que não há mais sobre o que pensar.

E isso faz toda a diferença, esse amadurecimento das idéias, a aceitação de realidades que não podemos mudar, mas por quê o estresse em mudar realidades estagnadas, se é possível criar outras a partir de nada além da vontade de fazê-lo?

A questão é que nem sempre essa força de criação está presente, as vezes pode envolver conceitos que ainda não entendemos completamente, ou pode ser a falta do ingrediente quase sempre essencial, o tempo, levamos tempo para pensar, criar e executar, o próprio deus cristão teve de inventar o tempo para que nele pudesse construir-nos.

O amadurecimento é ressignificado constantemente com as novas peças que encontramos no processo de criação da nossa identidade, manifesta através de ações de transformação realizadas bem onde estamos, no aqui, agora. Todo o momento presente, é feito dos fragmentos do passado, e são alicerces para realizações futuras, tudo interligado.

Mas o que desejo dizer com tudo isso? Nada demais, só que as idéias que aqui estão vem sendo gestadas por 20 e poucos anos, e outras que nem imagino estão por vir, todas com as suas possibilidades infinitas de criação, e hoje, agora, percebo coisas que nunca antes foram percebidas e no momento seguinte outras mais me esperam alicerçadas por estas que aqui estão no presente.

Me ressignifico, penso, aprendo, destruo o velho e dou vida ao novo no tempo em que tem de nascer, com toda força de criação vinda do muitíssimo bem orquestrado caos do qual faço parte, e cada dia enxergo uma partezinha a mais do quebra-cabeças, e como é lindo, vasto e sempre esteve aqui, mas antes não podia ver pois não era o tempo.

Amadurecimento. Abrir os olhos. Parir a si próprio e num minimo instante, ver tudo, absolutamente tudo mudar.

Open your eyes!

14–05–2017 14:56

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.