A incansável busca do amor verdadeiro.

Na vida todos nós temos um pouco do Ted dentro de nós, somos rodeados por Marshall’s e Lily’s o tempo inteiro seja em um almoço de família, uma conversa entre amigos, nos quatro cantos do mundo existem amigos que estão apaixonados e dispostos a compartilhar isso tudo com você, não se engane que se mudando para Las Vegas ou Bora Bora vai conseguir fugir desse mundo dos apaixonados. Me desculpe, mas você sempre estará rodeados por eles. No entanto temos duas soluções ou seremos o Ted Mosby que quando se encontra nessa situação acaba saindo em busca do amor da sua vida, ou seremos o Barney Stinson se mostra desapegado querendo curtir o que a vida tem para oferecer e no final da noite também deseja um amor para a sua vida. Não vamos mentir, em momentos somos o Ted e tentamos nos apaixonar por qualquer pessoa que se mostre atraente, interessante, que tem uns gostos semelhantes aos nossos e que nós fazem bem, mas em outros tempos também somos o Barney, não aparentamos que queremos compromissos, o papo do desapego é constante.

A questão é nessa incansável busca do amor verdadeiro acabamos esquecendo que existem bilhões de pessoas no mundo, pessoas de diferentes cidades, sotaques, idiomas, religiões e sexualidade. Você conhece aquele ditado “Se organizar direitinho todo mundo se ama”? tudo bem que a frase não é bem assim, qual é estamos falando de amor no momento não de sexo.

No meio de tantas pessoas é quase impossível escolher a pessoa certa de primeira, claro que existem aquelas pessoas que conseguem acertar na primeira jogada, mas também existem aquelas pessoas que precisam passar por poucas e boas nessa caminhada para encontrar a pessoa certa. Nós nunca sabemos a qual time pertencemos, muito menos se essa pessoa faz parte do seu cotidiano ou mora do outro lado do mundo.

Nós só precisamos aprender a agarrar as oportunidades porque elas são únicas na nossa vida, temos que embarcar em relacionamentos que já estão pré destinados ao fracasso, nem tudo são perdas, nem tudo são vitorias, mas se tem uma coisa que é certa nessa vida: Tudo é aprendizado. Não é porque o seu antigo relacionamento não deu certo que o próximo vai ser igual, esquecemos que as pessoas são diferentes, cada experiência é única, cada experiência tem a sua própria essência. Histórias podem ser parecidas, mas não idênticas. Eu também não estou pedindo para que você saia se apaixonando por qualquer pessoa que apareça na sua frente, não estou querendo que você se afunde em falsas ilusões ou saia distribuindo amor aos quatros ventos, eu só estou pedindo para que você não desista porque uma hora tudo vai fazer sentido.

A questão é, qual seria o futuro da série se quando tudo deu errado com a Robin o Ted tivesse jogado tudo para o alto e desistido, ele poderia ter encontrado a mulher de sua vida tomando um chop no MacLaren’s com os amigos. Sim, isso poderia ter acontecido, a história não teria nenhuma graça, o legal da série é o desenrolar que ela sofre aos longos dos anos, é os apuros que Ted passa até chegar na pessoa certa.

Mesmo abandonado no altar ele não desistiu, seguiu andando, conhecendo novas mulheres, tendo novas histórias, e no final ele percebeu que precisou de cada uma daquelas mulheres para conseguir chegar no seu objetivo final. Ted precisou de nove anos e mais de vinte namoradas e ficantes para conseguir chegar onde ele queria, ele precisou ver o “amor da sua vida” casando com o melhor amigo para descobrir que precisava seguir em frente, ele precisou ter um relacionamento a distancia para descobrir que uma doce confeiteira não era a pessoa certa para ele, ele precisou… Ele precisou passar por tudo o que passou, para encontrar um guarda chuva amarelo.

E a cada dia que passe sejamos como o Ted foi, corajoso, persistente, e acima de tudo paciente, que possamos fazer com que os nossos erros recarreguem nossas energias para ajudar na nossa busca. Querendo ou não Tracy cruzou o caminho de Ted várias vezes sem que eles percebessem, Tracy esqueceu um guarda-chuva amarelo em uma festa e Ted o encontrou, Tracy ironicamente foi aluna de Ted quando o mesmo entrou na sala errada, Tracy dividia apartamento com a ex namorada do Ted e por fim Tracy tinha todas as características que Ted procurava; a história dos dois foi marcada por um guarda-chuva amarelo já a sua? Eu não sei, pode ser marcado por diversos objetos de cores diferentes, como também não pode ter nenhum objeto colorido até porque cada história é uma história. E que no final de cada dia, possamos ser como Ted Mosby.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Glorya Oldemburg’s story.