LÁGRIMAS, BERREIRO E CHOROS

HISTORIA VERDADEIRA DE QUANDO EU FUI EMBORA

Existe apenas 3 verdades absolutas no mundo:

1. todo mundo mente. mãe, pai, avó, psiquiatra, cachorros, políticos, cachorros-políticos.
2. todo mundo morre. Menos Goku, Jesus, Deadpool…
3. e nós é #TimeHomemDeFerro — chupa capitão

Dito isso, ninguém acha que vai morrer. Nem os pacientes terminais acham que vão morrer hoje ou amanhã. Talvez na próxima segunda-feira, contanto que continuem vindo mais segundas-feiras.

Ninguém nunca tá pronto, nunca é a hora certa. Nunca vamos fazer tudo que queríamos ter feito. O fim da vida vem de surpresa, fazendo as viúvas chorarem, e as crianças ficarem sem entender nada com o enterro.

serasse vamos comer hot dog depois daqui?
tipo meus pais assistindo Game of Thrones, não faz ideia do que está acontecendo

Com meu pai não foi diferente. Ele se foi de repente. Foi inesperado. Morreu jovem, com 27 anos, aquela idade mágica que mata tantos músicos famosos. Meu pai não era nem famoso, nem músico. Mas ele era engraçado, inteligente, era firme quando precisava, tinha câncer, e me deixou com 8 anos e meio. E eu senti saudades pelo resto da vida. Como se eu não tivesse pai. E olha, eu tive pai.

Tive um pai que era duro e divertido. Que me colocava de castigo com uma piadinha, E EU CAIA. Deixava a porta meio aberta para não ficar tudo escuro no quarto, e me dava beijo na testa antes de dormir. O que eu trouxe hoje para os meus filhos. Ele me obrigou a torcer pro mesmo time que ele, e me explicava as coisas melhor que a minha mãe com analogias que eu não entendia.

Ele fez falta?

Ele nunca me disse que ia morrer, nem quando estava deitado cheio de curativos e tubinhos. Fazia planos para a semana que vem.. para o mês que vem… para o ano que vem… mesmo sabendo que não chegaria tão longe. Iríamos viajar, pro estádio de futebol, visitar lugares que não conhecíamos. Ia ser massa.

Eu acho, tenho certeza até, que ele via como pensar no futuro uma forma de ser otimista. O fdp me fez rir até o ultimo dia. Ele sabia, não me contou. Ele não gostava de lágrimas, não me viu chorar quando se foi. E o ano que vem acabou antes de começar. Meu time perdeu de goleada. A viagem foi cancelada. Conheci um lugar que eu não conhecia, ainda. Não foi massa.

Minha mãe me pegou na escola. Fomos ao McDonald’s, que ele amava, e chegamos no hospital. O médico deu a noticia com uma voz calma e doce. Mainha chorou. Ela ainda tinha esperanças. Quem não tem né? Eu não sabia direito o que estava acontecendo. Não era só uma doença que a gente toma AS e fica melhor? Aquela que tomamos umas gotinhas e depois passa? Eu senti o golpe. Pai, eu te odiei. Você mentiu pra mim. Fiquei triste? Não. Fiquei com raiva. Fiz um escândalo no hospital, e ai lembrei que ele não estava lá pra pra me colocar de castigo.

Chorei.

chorei igual todas as pessoa na sala de cinema assistindo esse filme

Ai veio uma enfermeira, veio me consolar. Me falou que tudo iria ficar bem, com uma caixa de sapato debaixo do braço, e me entregou a caixa. Varias cartas dentro, com algumas frases que eu não consegui ler direito, porque eu estava chorando e soluçando. Ela me entregou mais uma carta.

‘teu pai passou a ultima semana escrevendo essas cartas, e me pediu que eu entregasse essa pessoalmente a você. seja forte.’

PARA QUANDO EU FOR dizia o envelope que eu abri ainda com lágrimas nos olhos.

FILHO,
SE VOCÊ ESTÁ LENDO ISSO, EU MORRI. ME PERDOA, EU SABIA
NÃO QUERIA TE DIZER QUE ISSO IRIA ACONTECER. NEM TE VER CHORAR. ACHO QUE CONSEGUI. UM HOMEM PRESTES A MORRER PODE SER EGOÍSTA, NÉ?
BOM, AINDA TENHO COISAS A TE ENSINAR, JÁ QUE VOCÊ AINDA NÃO SABE DE NADA, E TE DEIXEI ESSAS CARTAS. ABRA QUANDO O MOMENTO DAS CARTAS CHEGAR, POR FAVOR. NOSSO TRATO, OK?
EU TE AMO. CUIDA DA SUA MÃE. VOCÊ É O HOMEM DA CASA AGORA.
BEIJO, PAI.
OBS: NÃO DEIXEI CARTAS PRA SUA MÃE. ELA FICOU COM O CARRO E A CASA.

Ele me fez rir e chorar ao mesmo tempo. Mas terminei de ler aqueles garranchos, e incrivelmente, fiquei mais tranquilo depois disso. Era o jeito de meu pai fazer as coisas. Igual aqueles castigos com as piadinhas pra não ficar tão duro. Aquela caixa virou o meu tesouro. Proibi minha mãe de ler. Memorizei cada momento nas cartas. Os anos passaram e eu esqueci das cartas.

Minha mãe redecorou o meu quarto. Se passaram 7 anos. Não sabia onde estava aquela caixa. Se você não se lembra, não existe. Certo?

Igual aqueles dinheiros que achamos no bolso da calça.

Bom, minha mãe chegou um dia com um novo namorado em casa, e nós brigamos. Não sei bem o motivo. Tinha alguma coisa a ver com forró, ou maracujá, ou batata frita. Não sei. Levei um tapa, e de repente lembrei das cartas, corri pro meu quarto, levei outro tapa. Achei a caixa em cima do meu guarda-roupa, e as cartas estava lá dentro. Procurei, e achei. Sabia que estava lá. A carta que dizia PARA QUANDO VOCÊ BRIGAR FEIO COM SUA MÃE.

Tava escrito…

PEDE DESCULPAS
NÃO SEI PORQUE BRIGARAM E NEM SEI QUEM ESTÁ CERTO. MAS CONHEÇO A SUA MÃE. ISSO SE RESOLVE COM UM HUMILDE PEDIDO DE DESCULPAS, DAQUELES DE CACHORRINHO COM MEDO.
ELA É SUA MÃE, CARA. ELA TE AMA MAIS DO QUE TUDO NESSA VIDA. ELA ESCOLHEU O PARTO NORMAL PORQUE O MEDICO FALOU QUE ERA MELHOR PRA VOCÊ. JÁ VIU UM PARTO NORMAL?
PEDE DESCULPA. FALA QUE A AMA. ELA VAI TE PERDOAR. EU NÃO SERIA TÃO BONZINHO.
BEIJO, PAI.

Meu pai que era muito diferente de um escritor, era um contador, com letras horríveis. Corri para o quarto da minha mãe, abri a porta. Ela estava chorando, eu entrei chorando. Ela me gritou algo como ‘o que você quer?’, não respondi. Andei até ela e a abracei, amassando a carta com letras feias. Ficamos em silencio por alguns minutos.

A carta do meu pai fez ela rir um pouco. Fizemos as pazes e conversamos sobre ele. Ela me contou algumas historias estranhas dele, como ele era agitado e não se concentrava nas coisas. Ele tinha ido embora a 7 anos, e mesmo assim estava ali presente conosco. Que bom.

Não demorou muito e abri uma outra carta, PARA A SUA PRIMEIRA VEZ.

PARABÉNS FILHO,
NÃO SE PREOCUPE, VAI FICAR MELHOR COM O TEMPO, A PRIMEIRA VEZ DE TODO MUNDO É HORRÍVEL.
A MINHA FOI NUM BREGA COM UMA PUTA FEIA, DE GRAÇA, PQ TODAS QUERIAM PEGAR O JOVEM.
MEU MEDO É QUE VOCÊ LEIA ESSA CARTA ANTES DA SUA PRIMEIRA VEZ, E PERGUNTE A SUA MÃE O QUE É BREGA, OU ATÉ MESMO, LER ISSO SEM SABER O QUE É PUNHETA (você sabe?). BOM, MAS ISSO NÃO VAI SER MEU PROBLEMA, NÉ?
BEIJO, PAI

Meu pai acompanhou minha adolescência inteira. Não estava aqui, mas acompanhou. Eu conseguia forças, palavras de conforto, risos inesperados. Eu estava triste, porém feliz. Estava ansioso, porém calmo. Estava cansado, porém disposto. Apple, porém Google.

Durante os anos, eu li varias cartas legais. Teve PRA QUANDO VOCÊ COMPRAR UM CACHORRO, PRA QUANDO VOCÊ SE CASAR; E teve uma que me emocionou bastante, dizia PARA QUANDO EU FOR AVÔ.

FILHO,
AGORA VOCÊ VAI SABER O QUE É AMOR DE VERDADE. VOCÊ VAI DESCOBRIR QUE AMA MUITO A SUA MULHER, MAS QUE VOCÊ AMA MUITO MAIS ESSA COISINHA AÍ QUE NÃO SEI SE É GAROTO OU GAROTA.
SOU CADÁVER, NÃO VIDENTE.
APROVEITE. É A MELHOR COISA DO MUNDO. TROQUE AS FRAUDAS. DÊ BANHO. SEJA EXEMPLO. O TEMPO VAI PASSAR RÁPIDO, NÃO PERCA NENHUM MOMENTO COM ESSA PESSOINHA CUJA CABEÇA CHEIRA A AMOR E LÁGRIMAS DE UNICÓRNIO.
VOCÊ PODE SER UM PAI MELHOR QUE EU.
BEIJOS, PAI

Eu sempre respeitei a regra de meu pai. Nunca li nenhuma carta antes do momento, a não ser uma que dizia QUANDO VOCÊ DESCOBRIR QUE É GAY.

FILHO,
O QUE EU POSSO DIZER?
AINDA BEM QUE ESTOU MORTO? HAHA JOKES ON YOU.
DEIXANDO O HUMOR DO CORINGA DE LADO. NÓS DAMOS MUITO VALOR AS COISAS QUE NÃO IMPORTAM TANTO. VOCÊ ACHA QUE ISSO VAI MUDAR ALGUMA COISA?
NÃO SEJA BESTA, SEJA FELIZ.

E teve uma carta que eu chorei muito. Mas tipo chorei de ficar cego. Foi a carta mais curta de meu pai. Eu acho que ele sofreu pra escrever aquela carta o tanto que eu sofri para ler. Demorou um tempo, mas eu tive que ler a carta que dizia PARA QUANDO SUA MÃE FOR.

ELA É MINHA AGORA.

Eu chorei. Uma piada. Um Simba quando encontra o corpo de Mufasa caindo no chão. Um coringa sem maquiagem. Foi a carta que eu não sorri.

Teve uma carta que sempre tive medo de abrir, que eu achava que nunca ia precisar abrir. Como eu falei, ninguém acha que vai morrer. Lembra? Mas agora, com 85 anos, na cama de hospital, com tubinhos saindo do meu nariz, segurando a carta quase apagada. Estava escrito PARA QUANDO SUA HORA CHEGAR…

Eu não queria abrir. Estava com medo. Respiro fundo. Penso no filme dos Guardiões da Galáxia, ou no do Deadpool. Abro e…

OI FILHO,
ESPERO QUE VOCÊ ESTEJA VELHO AGORA.
ESSA FOI A MINHA PRIMEIRA CARTA QUE ESCREVI. A MAIS FÁCIL TAMBÉM. ESTAR PERTO DO FIM NOS DEIXA COM A CABEÇA LEVE AS VEZES.
PENSEI NA MINHA VIDA. CURTA, MAS LEGAL. FUI SEU PAI. MARIDO DE SUA MÃE. FUI MUITO FELIZ. O QUE MAIS EU PODERIA QUERER? ESPERO QUE TENHA FEITO O MESMO.
PS’: NÃO PRECISA TER MEDO
PS’’: TÔ COM SAUDADES

Quando eu li a carta, não senti mais medo. Não senti raiva. Não senti angustia. Senti saudades. Saudades do que aconteceu, do que não aconteceu, e do que aconteceria… e de repente não senti mais nada.

eu no momento

FIM.

Like what you read? Give Isaque Moreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.