Parceiro Perfeito — A Busca da perfeição inexistente.

Não é comum vermos no meio jovem, homens e mulheres piedosos que infelizmente sofrem na busca do seu parceiro em Cristo, aquele ou aquela que vai andar junto a ele (a) no caminho da santidade, na busca de uma vida piedosa e de uma vida que glorifique totalmente ao Senhor.

Mas desejo aqui fazer uma denúncia do que acontece na mente destes meus irmãos, há um problema que eles devem reconhecer se arrependerem e crerem no evangelho de Cristo, se arrependerem de seu ego, de sua altivez, de sua tolice e tornarem-se para as escrituras cada dia mais firme, na busca de uma vida totalmente centrada na palavra da vida, no nosso único guia de prática e fé.

O que está acontecendo e que esses nossos irmãos estão com um equívoco, com um pensamento errôneo a respeito da essência do parceiro, a respeito daquele que eles buscam, e o problema é que eles estão buscando ou esperando por alguém que não existe, isso mesmo, se você é um deles, você certamente está esperando, esperando e buscando uma pessoa que não existe, alguém que você idealizou em sua mente, mas ela não existe, senão nas ficções da televisão, nos desenhos animados e etc, eles buscam o par perfeito, isso perfeito de perfeição, alguém sem defeitos, sem erros.

Vamos lá: O Lado dos homens: (Homens pois só pode buscar uma parceira alguém que seja homem, e não menino.)

Os homens pensam, quero encontrar uma mulher que seja, santa, inteligente, cristã, que entenda a verdadeira doutrina da submissão e assim o seja, que leia bastante, que seja estudiosa, atenciosa, que me ame, me respeite, que me ajude, que seja bonita, ah claro a beleza é o principal dizem eles, uma mulher que me entenda, que entendas meus problemas e me ajude a lidar com eles, que entenda o que, e como penso, cuide de mim, de minha aparência, pois sou estudioso, sou trabalhador e não tenho muito tempo nem cabeça para isto, e etc, fora outros argumentos que minha capacidade limitada não me deixa avançar.

O Lado das Mulheres: (Mulheres só podem buscar um homem e marido ou namorado, quando tiver maturidade para saber o que é ser uma mulher, e como é um homem bíblico e ao mesmo tempo pecador.)

Dizem elas, quero encontrar um homem, que fale bem, que cuide de mim, que me proteja, que seja inteligente, estudioso, lindo, claro a beleza é o principal, um homem que me trate como princesa, que me leve no castelo da Disney, que me leve a restaurantes, que me de atenção, que me ouça que entenda os meu problemas, que me ajude a resolvê-los me dando ótimos conselhos, um homem que me sustente, homem que satisfaça todos meus desejos, um homem que se negue por mim, e tanto outros muitos argumentos que minha mente limitada e masculina não me permite avançar.

Ora, ambos estão equivocados tanto no que é e como deve ser sua parceira, tanto no que você deve esperar, e buscar no seu parceiro, você idealizaram alguém a se buscar que de fato não existe, vocês certamente imaginaram alguém que certamente é uma cópia masculina ou feminina de si mesmo, alguém que bate com seu caráter, modo de ser agir, pensar, desejos, vontades, pensamento, forma de ver a vida e de gozar dela.

1. Vocês traçaram uma meta que ninguém pode cumprir e preenche-la, uma meta que homem ou mulher nenhuma na terra vai poder ocupar.

2. Você sendo tão baixos, isto mesmo, pois vocês não o são perfeitos, vocês sendo cheios de imperfeições buscam a pessoa que não tenha imperfeição, isso primeiramente devido ao fato de você certamente não identificar as suas imperfeições, são tão cegos quanto a si e sua natureza que, que não sabem o que buscar ou pensar.

3. Muito desse estereótipo vem da televisão de filmes “infantis”, ficções, novelas, romances, e outras besteiras que a mídia em geral dá para seus ouvintes engolirem, vocês pegaram modelos como o par da Rapunzel, o da bela adormecida, e de outras historinhas perfeitinha que a televisão passa da pessoa do ser humano e de sua cultura.

Homens e mulheres que foram ‘doutrinados’, ou ensinados desde a infância a esperar uma vida como diz minha mãe “um mar de rosas”, ou outro lugar uma vida que é “sós flores e amores”, e outros exemplos cabíveis que se pode pensar. São pessoas que buscam no parceiro um ideal inexiste, o ideal da mídia, o ideal que a televisão traça, e não as escrituras, ainda que muitos deles sejam sinceros, mas estão errados e equivocados, com o título do livro de John MacArthur “Sincero mais errado”, tanto na sua visão do que é o ser humano como de um parceiro ideal.

Uma análise dessas ficções que a televisão nos passa e o pode-se ver sua inconsistência:

1. Quando o principal da historia é homem, a mulher condiz com todas as expectativas dele, tanto de pensar, agir, o que fazer o que não gostar etc., etc. e etc.

2. Quando o principal da historia é mulher, o homem condiz com todas as expectativas dela, tanto de pensar, agir, o que fazer o que não gostar etc., etc. e etc.

Mas certamente o que as escrituras dizem difere radicalmente de nosso pensamento, digo o como um irmão que os entende, nossos irmãos do passado também labutaram nesses e contra esses estereótipos que provem de nossa natureza pecaminosa, o de buscar um Adão e uma Eva pré-queda, como se existissem.

O primeiro é que um relacionamento deve começar visando ao casamento, e os Propósitos do casamento são: 1. A ajuda mútua entre marido e mulher [Gn 2:8], 2. A procriação de filhos e crescimento dos santos e da humanidade [Ml 2.15], 3. Para a prevenção de impureza [1Co 7:2,9].

Colocarei algumas citações de muito valor:

O Relacionamento entre um homem e mulher deve ser baseado no amor, deve ser alicerçado e centrado em Cristo, na obra redentora de Cristo, ser cimentado com os usos mútuos dos meios da graça, e de estar arraigado na experiência de estarem espiritualmente sob o mesmo jugo. O Casal deve regozijar-se em adorar a Deus juntos na igreja e em seus lares, eles devem juntos, ler as escrituras, cantar salmos, hinos cristocêntricos, onde Deus e seu Cristo é o centro e quem recebe a adoração, observarem o domingo e participar dos sacramentos, devem orar juntos um pelo outro.

O Amor edificado sobre a aparência física ou os dons humanos repousa num alicerce de areia e pode facilmente ser “destruído por alguma tempestade” disse Whately “mas o amor espiritual, que olha para Deus, repousa em sua vontade, submete-se ao seu mandamento e resolve obedecê-lo, não pode mudar porque sua fé é imutável”.

Falando sobre casamento — Henry Smith diz: “Antes de qualquer outra vocação, o homem foi chamado a ser um marido… Primeiramente, o homem tem de escolher seu amor e depois, ele tem de amar a sua escolha… O Marido e a mulher são companheiros como dois remos de um barco.”, outro diz: “Deus, aquele que instituiu o casamento, deu a mulher ao marido para que seja não a sua serva, e sim a sua auxiliadora, conselheira e consoladora.” — John Downame.

Thomas Hooker escreveu: “O Homem cujo coração está preso à mulher que ele ama sonha com ela a noite, tem-na em seus olhos e percepção quando acorda, medita nela quando senta a mesa, anda com ela quando viaja e conversa com ela aonde vai.” E acrescentou: “Ela se reclina no peito dele, cujo coração confia nela; e isso leva todos a confessarem que a torrente de afeição dele, como um rio impetuoso, corre a toda força, transbordante.”.

Percebam a valor e grandeza de como Whately e Goug falam sobre o relacionamento entre homem e mulher: “Um marido e uma mulher têm de serem fiéis um ao outro e ajudarem-se de toda maneira imaginável, incluindo buscar o crescimento espiritual um do outro, corrigir as falhas um do outro e afastar um ao outro do pecado. Eles devem orar um pelo outro, cumprimentar e apreciar um ao outro, mandar a unidade de espírito no vínculo da paz um com o outro. Não devem falar asperamente ou provocar um ao outro, e sim mostrar cordialidade um para com o outro e desconsiderar as falhas insignificantes do outro. Eles tem de cultivar verdadeira amizade, e interessar-se um pelo outro. Precisam demonstrar simpatia um do outro, em tempos de aflição, doença e fraqueza. Devem promover a reputação um do outro, jamais falando mal um do outro na presença de outras pessoas. Precisam ser confidenciais, não revelando os segredou um do outros. Tem de ser laboriosos em suas vocações, trabalhando diligentemente um pelo outro, como um time, para o bem de sua família, com hospitalidade para com os outros, especialmente com os pobres. Por essas razões ele precisam administrar com critério o seu dinheiro.”

Veja com que maestria esses grandes mestres e pensadores piedosos descrevem com clareza, e de forma bela como deve ser o relacionamento entre homem e mulher e o tipo de pessoas que cada um deve buscar, percebe-se que não há nenhum dos argumentos utilizados pelos homens e mulheres de hoje, não há reclamação dos defeitos senão uma ajuda mútua para que ambos se aperfeiçoem a imagem de Cristo que é o cabeça da igreja, veja que ele mostra claramente que há muitas imperfeições no companheiro porém que ambos alicerçados em Cristo, e nos meios da graça para assim edificarem um relacionamento firme, bíblico e santo, não há reclamações do companheiro senão correção e aconselhamento mútuo, há uma relação íntima entre eles, cada um reconhecendo seus defeitos, quebrando seus egos, e se entregando de todo o ser a serem o mais bíblicos possível a imagem de Cristo, o fato é que não o são e não chegaram perto nessa vida senão na ressureição, mas isto não muda o fato de que “Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. [Fl 3:12]”

“Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. [Fl 3:14]”, veja que até mesmo o Apóstolo Paulo reconhece que ainda não é perfeito e ainda não chegou no alvo, a saber ser a imagem de Jesus Cristo, mas que prossegue combatendo, e caminhando, da mesma forma o casal segue não pela vista mas pela fé combatendo, não se vê nem no apostolo nem em nossos irmãos posteriores a Paulo eles traçando um alvo de companheiro acima do que realmente o são as pessoas, mas sim ele define a base, que a moça ou o rapaz deve buscar sim um companheiro cristão “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? [2Co 6:14]”.

Os traços definidos por nossos irmãos são traços da vida cristã, ainda que não perfeitos, “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo; Filipenses1:6”, o próprio texto diz “até o dia” logo os seus padrões de companheiros que buscas são inexistentes, os padrões dos nossos irmãos e que se encontra nas escrituras é bem diferente da perfeição que buscamos.

“Todas as pessoas… devem acima de tudo amar, respeitar e valorizar a graça que há no outro: não se baseia teu amor sobre beleza, riquezas, porção, juventude ou tais fundamentos falhos: mas lança-o primeiro em Deus e na graça, e ele se sustentará.”

Devemos entender que a pessoa perfeita o “príncipe encantado”, ou a “Princesa” como queremos só existe em nossa mente e nas ficções da televisão, não estamos lá, estamos em mundo que se afastou de Deus e a cada minuto caminha obstinadamente em direção a inferno, um mundo pecador e que ama o pecado, obstinado e duro de coração com sua cultura, pensamentos e ações depravadas, mas o Senhor das muitas misericórdias nos concede um meio de graça de caminharmos em sua direção tendo um companheiro que é pecador e ao mesmo tempo santo, que sabe o que é o bem que sabe o que é correto mas não consegue o fazer, a não ser aquele pouco que a graça divina produz em nos, aquele feixe de bondade que não parte de nós mesmos senão de Cristo e seu espírito que em nós habita, devemos demolir o nosso ego, começar reconhecendo que somos pecadores e que se há um companheiro que Deus venha nos conceder ele será pecador, a diferença é que ou ele será um pecador caminhando na direção da vida, ou um pecador que brinca no caminho do inferno e não está dando a mínima para isso, devemos reconhecer que nosso parceiro é pecador mas o que devemos ver e buscar nele são os raios ou os feixes da graça soberana que reluz através de seus atos palavras e obras, ainda que haja a tentativa de seu coração pecador de ocultar e apagar este feixe, Deus de tal maneira o faz de forma que este pecador vai a cada dia vendo sua miséria e reconhecendo seus pecados e caminhando com sua cruz atrás de Cristo, e se você pretende mesmo buscar e arrumar um companheiro lhe digo que este pecador é sua melhor opção, e tenho certeza que a graça de Deus nessa pecadora (digo aos homens) é que por ela o Senhor os trará cada vez mais para próximo de sí, os trará para uma vida, santa uma vida de verdadeira felicidade em Deus, pois este é o fim principal do homem, o glorificar a Deus e gozar dele para sempre.

PALAVRAS FINAIS

Deixe ó pecador suas ideologias perfeccionistas de lado e busque uma mulher ou um homem que tenha propósitos santos, um companheiro que mesmo que não seja perfeito está buscando-a, buscando ser como Cristo, buscando ser mais amoroso (a), mais atencioso (a), mais santo, mas sábio (a), buscando os frutos do Espírito Santo, tendo sempre em mente seus defeitos, mas ignorando os insignificantes e ajudando-se mutuamente a mudarem os outros defeitos, e juntos buscando viver o Coram Deo, Viver a vida para a glória de Deus. “Existe a semente de todos os pecados — dos pecados mais vis e piores — no melhor dos homens.” — Thomas Brooks.

Repetindo esta maravilhosa citação: “Um marido e uma mulher têm de serem fiéis um ao outro e ajudarem-se de toda maneira imaginável, incluindo buscar o crescimento espiritual um do outro, corrigir as falhas um do outro e afastar um ao outro do pecado. Eles devem orar um pelo outro, cumprimentar e apreciar um ao outro, mandar a unidade de espírito no vínculo da paz um com o outro. Não devem falar asperamente ou provocar um ao outro, e sim mostrar cordialidade um para com o outro e desconsiderar as falhas insignificantes do outro. Eles tem de cultivar verdadeira amizade, e interessar-se um pelo outro. Precisam demonstrar simpatia um do outro, em tempos de aflição, doença e fraqueza. Devem promover a reputação um do outro, jamais falando mal um do outro na presença de outras pessoas. Precisam ser confidenciais, não revelando os segredou um do outros. Tem de ser laboriosos em suas vocações, trabalhando diligentemente um pelo outro, como um time, para o bem de sua família, com hospitalidade para com os outros, especialmente com os pobres. Por essas razões ele precisam administrar com critério o seu dinheiro.

Este artigo foi originalmente escrito em 2016, estou apenas repostando aqui, espero em um breve futuro, se assim Deus o conceder realizar uma explanação mais profunda, caso a experiência me deixe.

Ele pode ser encontrado originalmente neste link.
https://www.facebook.com/notes/william-mendes/parceiro-perfeito-a-busca-da-perfei%C3%A7%C3%A3o-inexistente/1224136284282044/