Conheça a nova jogadora do São Bernardo, Thayná Silva

A Liga de Basquete Feminino (LBF), já está começando e nós da WNBA Cast BR viemos aqui te apresentar uma jogadora que estará em quadra na primeira partida da temporada.

O primeiro jogo da nova temporada será entre Santo André/Apaba versus São Bernardo/Brazolin/UNIP. É na equipe de São Bernardo, que está a jogadora que entrevistamos.

Thayná Silva, uma ala talentosa de 21 anos e 1.80m, teve ótimas passagens pela seleção de base e estava se destacando muito em uma competição amadora no Rio de Janeiros, chamada Liga Super Basketball.

Ela é uma ala muito talentosa, possui um ótimo QI de basquete e tem bons arremessos de curta e médias distância. Thayná é tão talentosa, que já chamava a atenção de todos no Rio desde muito cedo.

Ela nos contou um pouco da sua história e a sua ansiedade para jogar a LBF.

Espero que essa matéria ajude a você conhecer um pouco mais sobre a Thayná. Confira a entrevista:

WNBA Cast BR: Thayná, conte o pessoal que não te conhece. Da onde você vem e que posição você joga.

Thayná: Oi gente, me chamo Thayná Silva

Venho de uma comunidade conhecida como Padre Miguel/Bangu, onde tudo começou a minha vida, a minha história no basquete.

Cresci jogando basquete numa praça aqui pertinho de casa, com a ajuda de um professor Rogério conhecido como Tio Preto. Ele tinha um projeto com as crianças e minha irmã começou a ir e eu me animei também. Foi quando veio a oportunidade dela ir para a Vila Olímpica da Mangueira e em 2009 eu fui também.

Daí começou a minha trajetória no esporte.

Comecei a jogar como pivô e aos poucos fui me adaptando como lateral, confesso que até como armadora eu já tentei algumas vezes, mas ficava um pouco nervosa.

Hoje em dia sou Ala/Pivô com bastante ajuda do Guilherme Voz, eu aprendi muito com ele, e sou muito grata por tudo que fez por mim.

O campeonato no RJ foi acabando e fui convidada para participar do campeonato LSB com as meninas do NBR. Foi uma motivação e tanta, não só pra mim, como para todas as meninas que participou. Infelizmente não conseguimos disputar o primeiro lugar, mas lutamos até o fim e não vamos parar por aqui.

Depois da LSB, fui convidada pra jogar a LBF por São Bernardo — São Paulo.

Como surgiu o contato com o time de São Bernardo?

Como tive passagem pelas seleções de base, mantive o contato com algumas meninas de vários clubes, e foi uma delas quem me chamou para participar do time nessa temporada.

Sempre comentei com as meninas aqui do Rio em participar desse campeonato, mas não tive oportunidade.

O time São Bernardo abriu as portas pra mim, amei o convite e eu estou super animada e ansiosa para o campeonato.

Você teve passagens pela seleção de base, correto? Como você acha que o aprendizado pela seleção, pode te ajudar nessa nova temporada da LBF?

Pelo aprendizado nas seleções, vou levar para esse campeonato também, formar um elo entre todas nós e nos preparar para tudo cada vez mais com a ajuda da equipe toda.

É um campeonato de arrepiar.

Qual a sua meta pessoal nesse ano?

Minha meta esse ano é aproveitar de todas as oportunidades que parecer, seguir firme nessa caminhada e abraçar cada momento.

Basquete é um esporte maravilhoso para ser vivido, e eu não quero parar tão cedo!

Like what you read? Give WNBA Cast Brasil a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.