Maquina de vacilos

Eu sempre odiei seu perfume extremamente doce, mas nunca lhe disse. Sempre odiei sua barriga e como ela era estranha, seus pêlos em excesso, a sua forma de beijar, a sua risada escandalosa, a sua falta de reciprocidade, sua falta de compaixão, seu egoísmo, seu pessimismo, sua negatividade. Sempre odiei o fato de não me ver da mesma forma que eu o via, em não se esforçar em nada e fazer absolutamente nada para mim. Sempre odiei o fato de não me considerar nem mesmo uma amiga, sempre odiei sua forma de me tratar. Sempre odiei seus amigos infantis, falsos e que cagavam pra você. Sempre odiei a forma como me fazia me sentir super mal após brigarmos e você chorar (você realmente se sentia culpado ou era simplesmente sonso?). Sempre odiei eu pedir desculpas a você sempre depois de tudo pois me sentia uma pessoa cruel, mesquinha e egoísta.

Mas sabe o que percebi? O egoísta, cruel e mesquinho era você todo o tempo. Você me botava para baixo em todas as maneiras possíveis. Estar com você foi extremamente tóxico e mal para minha saúde. Me deixou traumas e inseguranças. Mas olha, não sou errada em confiar e querer que algo dê certo, em colocar todos os meus esforços para que algo dê certo. Não, não fui errada em agir intensamente, é o meu jeito de ser, errado foi você em diversas maneiras e jeitos.

Nem percebia tudo isso que eu odiava em você, na verdade, deixava tudo de lado, mas você parecia nunca notar meus esforços, minha tentativa de te ajudar, de sermos algo positivo um ao outro. Mas não podia fazer isso sozinha não é mesmo? Eu tentei tanto mas tanto, que acabei me acabando, prejudicando minha saúde mental. Você sabia que eu não estava bem emocionalmente, e olha, eu não queria que você fosse as soluções dos meus problemas, mas você acabou sendo um dos maiores dele. Me fez me sentir tão mal, me fez me sentir péssima, mas te agradeço, apesar de tudo, pois hoje em dia estou bem mais focada no meu amor próprio, na minha auto estima e nunca mais me deixarei me submeter a um relacionamento tão bosta, nunca mais me entregarei a um relacionamento abusivo, não me deixarei levar por um sorriso bobo entre outros 1000 defeitos, um momento bacana entre outros 9 momentos que me arrasam.

Apesar de tudo, eu não tenho ódio de você, eu não tenho raiva de você. Talvez um certo desgosto, talvez um tanto de pena. Ainda assim espero que seja feliz, só que por favor que seja bem longe de mim.