Não tem nada de errado em odiar.
Renan Oliveira
562

Compartilho em parte da ideia de que para a maioria das pessoas é inviável, impraticável, esse discurso de perdoar a quem lhe fez mal, porém não entendi de onde veio o ódio no final do texto às pessoas que sim, conseguem perdoar e seguir em frente. No fim das contas se está praticando exatamento o que de recriminou no texto, o ódio gratuito às pessoas por elas serem o que são (benevolentes).

Tenho uma postura passiva em relação ao ódio, não o abraço como um velho amigo, apenas o aceito como uma visita indesejada que passa tempo demais no quarto de hóspedes, não creio que ele seja ruim, mas não o nutro, demandaria muita energia que pode ser focada em outras coisas.

O ódio é um fato, um sentimento, portsnto não deve ser reprimido e sim trabalhado, entendido.

Ignorá-lo ou fingir que não o sente é hipocrisia, já que ele faz parte da natureza humana.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.