Sabedoria.

Não troque Sabedoria por valores.

Não troque sabedoria por valores, não troque sentimentos por valores, não se troque por valores, somos valorosos mas não valores. Estética, característica, estereótipos, roupas, pessoas, ideais e ideologias, religiões e contradições, respeito e cumplicidade, valorosos mas não valores, um buque com flores sintéticas ou uma rosa de jardim ? Valoroso mas não valores, não perca sua identidade, não se venda ao mínimo não se entregue ao máximo, ninguém te tem, ninguém te compra, ninguém te acompanha com dinheiro, ninguém te vende por dinheiro, nem por nada. Como posso te ter sem ao menos ter e mas sempre querer ? Como de uso faço da minha sabedoria sem á sabedoria usar direito ? Como de valores á tenho sendo a mesma de valores já se abstêm ? Não sei o que faço, não sei o que compro e nem te como te agrado, não sei se caro ou se barato, não sei se lindo ou coitado, não se com braços ou sem os mesmos, se lábios ou de beijos, de olhos fechados ou claramente abertos, se surpresa ou surpreendê-la, não sei. “Minha” sabedoria só condiz em agir, independente da forma na qual seja “agir”, ela só tende á me indicar a ação de quaisquer atos, de quaisquer maneiras, de quaisquer formas e jeitos, ângulos, paranoias e afins, tenta me ceder sempre o útil mas sem me entregar na mão, me doa um beijo na testa que logo em seguida consequentemente me sou recebido com um tapa na cara, agradado no paralelo do meu subconsciente e despertado em realidade de forma surpresa. A ardência n meu rosto me indica a parar os pensamentos conturbados que invadem minha imaginação e mente como uma horda de Orc’s raivosos e tenebrosos, destruindo tudo ao redor, semeando o caos e plantando a discórdia, e “minha” sabedoria por já dizer seu nome luta contra tudo e contra todos abrindo-me espaço para que passara á minha pessoa á conquistar mais espaço, á conquistar mais lugares, mais universos, á alimentar a sabedoria que sempre luta por mim, á conquistar o sabor da vitória para a mesma para que a mesma continue sempre a me conduzir, me perco em meus pensamentos, me camuflo em legiões de pensamentos e imaginações de terceiros, me deixou levar como uma folha no oceano, conhecendo muito e me arriscando o dobro. “Minha” sabedoria indica que eu conquiste mundos, para que eu saiba somente que quando quero, posso, e se posso, terei. “Minha” sabedoria.. ó sabedoria, aquela que de companhia não se questione, aquela que de companhia não se inicia o debate, é arriscado, é proibido, aquela que de companhia sempre torne as rotas da minha vida viáveis, aquela que de companhia sempre me disse: “Nem todas as rainhas necessitam de uma coroa”, aquela que me diz: “Ela está lá, mas e você ? Aonde está você ? E pelo que espera ? Ande logo, levante, caminhe, corra, caia, levante, percorra novamente todos os caminhos já visitados, rondeie o mundo, visita planetas e universos, mas á encontre. Mesmo daqui 1000 anos o sentimento ainda vai latejar e você ainda á terá.” Não sei querer sem ao menos te querer, posso viver mil vidas mas não comparadas á somente 1 vida com você.

“O destino… os “adivinhos” tentam prever algo que na verdade é imprevisível… Livro: O mundo de Sofia.

Like what you read? Give Cristian X Santos a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.