Você está sozinho porque quer.

Diariamente vemos e ouvimos piadas vindas de pessoas dizendo que estão sozinhas, que não conhecem alguém interessante, que já desistiram de estar com alguém. 
 Em certos casos isso realmente pode acontecer, mas não é regra geral. A grande maioria está procurando por pessoas, que procuram outras pessoas. É um ciclo vicioso de pessoas desapegadas, mas que querem uma companhia fixa.
 Atualmente estamos na era maravilhosa onde preconceitos estão sendo quebrados e problematizados, mas ainda assim, a maioria tem procurado por alguém que se encaixe na beleza padrão. E essa beleza padrão nem sempre é facilmente acessível como alguns podem imaginar. As pessoas malhadas, com corpos definidos e seus hábitos saudáveis regados à Whey, frango e batata doce são bonitas de se olhar? São sim. Mas precisamos ter em mente que essa não é a única beleza que existe. 
 Muitas pessoas que reclamam de solidão, estão à procura de deuses gregos, com seus corpos esculturais, traços definidos e perfeitos, falos enormes e sempre eretos, mas nunca vão encontra-los. É praticamente um Santo Graal na forma humana, que sempre estará fora do alcance daqueles que o procuram. Algumas pessoas têm estado tão ocupadas nessa busca, que se esquecem de que há muitas possibilidades interessantes a sua volta. E nesse mundo onde quem tiver mais likes em uma foto ganha, é comum achar que somente pessoas de longe e intangíveis são perfeitas para se relacionar. 
 É preciso desmembrar a chamada “preferência”, onde a maioria prefere o corpo mais bonito. Existem pessoas interessantes perto de você, mas você continua compenetrado em achar quem é mais atraente esteticamente. Não precisamos de alguém que seja bonito só para ser exibido como um troféu. Precisamos de alguém que seja bonito aos nossos olhos, com falhas e tudo mais. Até mesmo porque, aquela pessoa que você tanto deseja, provavelmente está atrás de outra pessoa e também não te notaria, assim como você faz com quem está perto de você. 
 Você precisa ter ciência de que está sozinho por uma opção sua, e tudo bem se você se sente bem com isso, desde que pare de reclamar que ninguém te nota. Constantemente estamos sendo notados e julgados, seja pela nossa aparência, pelas nossas roupas e até pelo nosso jeito de andar ou falar. Então, porque querer justamente quem não nos aprova? Há pessoas interessantes a nossa volta, mas precisamos de um pouco mais de esforço para enxergar isso atrás do “esteticamente bonito”. Procure alguém que seja bonito para você. Que te faça bem e que seja bom para você. Se desprenda do que lhe foi ensinado ser bonito e ser feio. Afinal, beleza exterior só importa nos primeiros 2 minutos. Depois, é preciso ter algo mais a oferecer. 
 Você está sozinho porque quer. Seja por se sentir melhor assim, por realmente não querer se envolver com alguém ou por estar buscando algo quase inalcançável. É uma questão de escolha, mas você precisa assumi-la, seja ela qual for, e parar de usar a desculpa de que “ninguém te quer”. Já parou para pensar em quantas vezes você não deu certo com alguém, justamente porque só procura alguém dentro do padrão? Talvez se olhasse mais atentamente quem te rodeia, veria a beleza até nos defeitos das pessoas. A mudança precisa vir direta e primeiramente de você, sem se importar com o que os outros vão pensar a seu respeito. 
 Quem estiver do seu lado não precisa ser perfeito para o mundo inteiro. Precisa ser perfeito só e exclusivamente para você. Permita-se se interessar por tudo aquilo (e aquele) que vai além do que você vê.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.