Má fase do Barça é passageira, mas serve para lembrar que o futebol tem outros campeões

Pode parecer estranho, mas o Barcelona também tem seus dias ruins. Aliás, isso tem se tornado uma pequena rotina e, nas últimas cinco partidas, a equipe catalã sofreu quatro derrotas e venceu apenas uma. Neste meio tempo foi eliminada da UEFA Champions League e perdeu uma grande diferença na liderança do Campeonato Espanhol. Atualmente, está empatada em pontos com o Atlético de Madrid e com um ponto de vantagem sobre o Real Madrid.

E aquele super-time que encantava o mundo até pouco tempo? Ainda está aí e pode retornar na próxima partida. No entanto, algumas pessoas estão afirmando aos ventos que o “Barça já deu”, e a imprensa espanhola disposta a encontrar um culpado: Neymar . Como assim? As pessoas esquecem que Barcelona é um time como qualquer outro — formados por seres humanos — e que também passa por momentos em que a fase não é boa. Infelizmente — para os torcedores e jogadores — isso aconteceu em um período crucial da temporada.

Aquele velho clichê do mundo da bola “não existe mais bobo no futebol” tem um fundo de verdade. Afinal, todos querem vencer o melhor time do mundo. Qualquer time sonha em fazer uma partida épica contra o trio MSN e carregar esse “título”, como o goleiro brasileiro Diego Alves, que ajudou o Valência a vencer a equipe catalã no último domingo.

“Vai estar entre as minhas grandes atuações, com certeza, porque a vitória ajuda. Eu já fiz vários jogos importantes, bons, mas sem a vitória. Quando ganha é muito melhor, fica mais em evidência. Tudo que fez no jogo chama mais a atenção. Foi um jogo quase 100% completo, que vai ficar marcado para mim porque ganhamos do Barcelona, é sempre muito difícil, acho que foi só a segunda que perderam em casa. Ganhar desses jogadores com certeza é muito importante” disse o goleiro brasileiro ao Globoesporte.com.

A eliminação na UCL aconteceu pela falta de postura em campo contra o um forte adversário espanhol. O Barcelona não encarou o confronto com um clássico — ao melhor estilo Libertadores — e achou que apenas na bola iria passar. Faltou coração e, na qualidade técnica, não conseguiu se impor.

Para quem ler este artigo e gosta de futebol, sabe que a disputa do Espanhol será acirrada até o fim e cada partida terá uma tônica decisiva. O Barcelona ainda vai encantar muitos torcedores. Porém, quando aparece um time disposto a vence-los, é legal para o esporte e, principalmente, para o futebol que mostra que todos podem conquistar seus sonhos e objetivos. Viva ao Barcelona! Viva ao Futebol!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.