Mais emo que eu?

Vou falar: EU SOU EMO !!!

“Mas Yamê, você nem usa aquela franjinha oleosa de lado !”

“Você nem usa aquele lápis de olho na linha d’água”

“Você nem se veste toda de preto”

Não importa. Ser emo é mais que um jeito de se vestir ou se comportar. Ser emo tem a ver com o seu eu interior, seu eu profundo. E o meu é emo.

“Ah, mas porque você faz questão de afirmar isso agora em 2016? Os anos dourados (ou negros) do emo já passaram !”

Faço questão de falar que sou emo porque eu passei a adolescência toda negando que era emo. Alias, negar ser emo é o primeiro passo de ser emo. Quando era mais nova, nunca vi alguém confessar que era emo. Eu ficava cantando as músicas do Good Charlotte adoidada mas se alguém falasse que a banda era emo eu já ficava na defensiva: “claro que não!”. Seguia ouvindo meu Blink 182, My Chemical Romance, Panic! At the Disco, Fall Out Boy, Simple Plan, Paramore, The Used, Mxpx, Parachute e outras tantas mais.

O tempo passou e nada mudou. Continuei ouvindo as mesmas bandas de sempre e amando. Só no ano passado, quando vi um post sobre os anos de auge do emo, percebi que sim, eu tinha que confessar: eu era emo. Nunca deixei de ser.

E não sei se você percebeu mas esse ano o emo está de volta com força total. My Chemical Romance parece que vai se reunir novamente, Good Charlotte voltou do hiatus e o Twenty One Pilots está fazendo grande sucesso. Se você não acha que TØP é emo, pare e pense de novo. Preste atenção nas letras dos caras. Sim, eles são emo. Além disso, o Panic! At the Disco lançou no começo desse ano um álbum que ficou em primeiro lugar nas paradas da Billboard em seu lançamento. Apesar de o som da banda ter mudado bastante com o passar dos anos e não poder ser classificado como emocore, o sentimento ainda está ali. E como boa emo que sou, estou chorando por causa desse álbum desde que ele foi lançado (15 de janeiro). Não estou nem brincando. Eu literalmente chorei todos os dias em razão desse álbum maravilhoso. Hoje mesmo eu já chorei no transporte público ouvindo A Faixa Mais Triste Do Death Of A Bachelor.mp3.

Dito isso, não tem nem como negar que sou emo demais meu irmãozinho. Se alguém vier me confrontar e dizer que não sou emo, eu direi: como assim? Mais emo que eu?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.