Uma dessas madrugadas pesadas

Hoje eu tropecei e o seu “online” me salvou de uma possível queda emocional. Desabafei e chorei, ah como eu chorei. Tenho chorado, nem sempre as lágrimas vem.

Silêncio. Essa foi a sua resposta. E nada mais certo que aceitar a opinião de uma pessoa que conhece essa parte do dia. Talvez o silêncio seja mesmo o motivo, a gente começa a escutar as coisas que só pensamos. Reflexão.

1:56 a.m., li sua mensagem e aquela agonia foi aliviando, o choro foi cessando, o sono chegou. Dormi e a mensagem de boa noite tava lá pra eu ler pela manhã. Bom dia. Obrigada por mais uma madrugada das minhas crises silenciosas e, como boa virginiana que sou, voltarei a vestir minha capa.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Yasmim Oliveira’s story.