miserável passado, abundante futuro.

olho pra mim mesmo nesse momento e me pergunto se realmente tenho. orgulho do que me tornei?

será que continuarei a acreditar

nos mesmo sonhos de dois, três, alguns anos atrás?

será que sou capaz de imaginar

e relembrar a quantidade de lagrimas e sorrisos que tirei de alguém?

será que sei quem realmente sou?

eu tenho capacidade de descrever bem-aventurança?

eu aprendi a viver?

sou capaz de dizer com toda sinceridade que amei?

o que será de mim?

o que se foi de mim?

o que sobrou para nós além das perguntas?

uma certeza tenho “encontro esta lei que atua em mim: quando quero fazer o bem, o mal está junto de mim.

no íntimo do meu ser tenho prazer na lei de D-S, mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros.

miserável homem que eu sou! quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?

graças a D-S por JESUS CRISTO, nosso SENHOR! de modo que, com a mente, eu próprio sou escravo da lei de D-S, mas, com a carne, da lei do pecado.”

mesmo que de um passado distante, as memórias dessa vida eu vou plantar, e as regar com recomeços, por que eu sigo para O alvo.

(paráfrase em reflexão a romanos‬ ‭7:21–25‬)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated israel allan’s story.