3 dicas de “match” para candidatos

Após diversas experiências em ser entrevistado para oportunidades em instituições de diversas dimensões realizei uma resenha de algumas ideias para a primeira oportunidade e dicas para recrutadores agora pontos valiosos para o momento da entrevista.

Objetivos alinhados

Candidato: Questione os planos futuros da empresa. É sério, isso muda o jogo. Não desperdice o seu tempo e os recursos da empresa, saiba os objetivos da empresa e se eles estão alinhados com o que deseja para o momento de sua carreira. Você não vai querer estar em uma startup, se não gosta de velocidade. Caso questionado, responda sinceramente sobre sua expectativa geral, não crie uma expectativa infundada e procure indicar sua aceitação para a diversidade na jornada que seguirá. Não é vergonha dizer não, pelo contrário, a sinceridade é rara e valiosa.

Cultura

Candidato: Qual cultura organizacional você espera? Tenha claro o perfil de profissional que é, o que busca ser e que não deseja ser. Isso será um filtro sobre oportunidades e empresas onde certamente será construída uma satisfação duradoura, tenha certeza de que errar aqui gera prejuízo para todos. Ambiente flexível, nivel de engajamento, reconhecimento, são fatores que compõem uma cultura e que você deve considerar.

Remuneração

Candidato: Se possível, não entre neste contexto antes de compreender os outros valores da oportunidade mas ao adentrar, seja sincero. Se você acredita possuir um valor de R$ 1.000, R$ 5.000, R$ 15.000 mensais, coloque-o em pauta e exponha sua flexibilidade caso julgue válido, questione sobre o plano de carreira oferecido. Desta forma só existe duas possibilidades: ou sua expectativa esta fora da sua realidade ou da realidade da empresa. De qualquer forma, evitar uma insatisfação financeira para ambas as partes é o maior lucro a ser esperado.

Por fim, acredito e sempre acreditarei em dois pilares para guiar qualquer entrevista: transparência e aspiração. Sempre existirá uma porta aberta estes profissionais.