E não adianta reclamar no Facebook que o mercado está ruim.

Na minha publicação anterior (Como contratar um designer?) eu falei um pouco sobre como algumas empresas tentam buscar profissionais com infinitas habilidades. Skills que normalmente são encontradas em designers com décadas de experiência. Todavia isso não significa que você precisa esperar por 10 anos de carreira para se transformar em um designer fod*!

Ser um designer incrível não é apenas projetar produtos funcionais e descobrir soluções inovadoras para problemas. Mesmo design sendo sua prioridade, ser um designer incrível é lutar por um constante equilíbrio entre habilidades de design e habilidades profissionais. Por quê? …


E ele não precisa ser um unicórnio.

Algo que me preocupa muito atualmente é como designers são contratados. O problema em questão ocorre quando as pessoas responsáveis por contratar alguém priorizam habilidades técnicas, e não o processo de design do profissional e como ele se encaixaria em determinado time.

Você com certeza já viu nas redes sociais aquelas postagens de jobs com descrições prolixas, inúmeras palavras daquele mercado, e uma longa lista de requerimentos que faz qualquer designer ficar na bad.


E como o Designer pode ajudar nisso aí

As metodologias que seguem a ideia do Build–Measure–Learn normalmente apontam que a agilidade no desenvolvimento de um produto é o ingrediente principal e mais importante. Porém o foco em agilidade pode fazer com que o time se divida em pequenos grupos focados nas suas próprias contribuições e não mais na colaboração.

Times colaborativos que conversam entre si o tempo todo — e também com seus clientes — conseguem entregar MVPs que são funcionais, confiáveis, emotivos e de boa usabilidade.

Mas então “comofaz”?

Sempre comecem aprendendo juntos

Muitos times já possuem uma ideia geral do que querem fazer e uma enorme vontade de começar a…


E por que fiquei 474 dias sem escrever no Medium.

Amar seu trabalho em uma startup é relativamente fácil. Nos gostamos por que o ambiente é descontraído, encontramos pessoas interessantes de todos os cantos, compartilhamos conhecimentos de uma maneira incrível e usamos a tecnologia para mudar o mundo. Além disso tudo, ganhamos automaticamente um nome muito legal e moderno para o nosso cargo, como CEO, CTO, CMO, CDO e por aí vai (ironic)…

No entanto não importa o quão satisfeito você é com o seu papel naquela startup, em algum momento você vai se olhar no espelho e pensar:

“WTF am I doing with my life?”

E é nesse momento…

Yuri Pessa

Lead Experience Design Consultant @ThoughtWorks, gamer, movies lover and the guy that fixes my mom's phone. http://pessa.design/

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store