(incluindo os que de forma legítima defendem sua saída).
Anti-golpe de narrativa
Rafael Poço
21

O problema é que no atual momento não há forma legítima! Pedaladas? Desculpe mas não há base, ou se aplicar a régua dura metade dos governantes da nação terá que acompanhar a presidente. Não, nas democracias decentes, remove-se o mandatário por ele ser ruim, ser um administrador medíocre e incompetente como a Dilma é. Se provar-se crime que a presidente sofra o im! Caso contrário, se o componente político atuar sozinho ou em dupla com o “anti” tem cara e cheiro de golpe. É assim que eu penso.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Alex Piaz’s story.