O Brasileiro Cuzão Médio
Carolina Garofani
2.1K126

Este brasileiro que você fala, é o coxinha acéfalo e fascista. E, antes que digam: ” — Viu, já xingou.” São mesmo. Os bolsominions. São raivosos, não podem ver camisetas vermelhas, homens ou mulheres abraçados (as), negros, nordestinos, pessoas se manifestando a favor das causas sociais etc. que têm chiliques. E quanto a ir para Miami, talvez seja seu desejo secreto. Qualquer um, com um mínimo de discernimento, prefere o Brasil e suas belas paisagens e diversidade cultural ou, se sobrar algum recurso, as riquezas naturais e culturais da América Latina. Claro, que provavelmente, no ambiente em que você vive e convive, as pessoas são assim. Mas, não esqueça, são apenas 3% da população brasileira. Há Sem-Terra, Sem-Teto, Assentados, Agricultores Familiares, Pescadores, Pequenos Empresários e Empreendedores Urbanos, Economia Solidária e tantos outros grupos que eu conheço e me relaciono, que são o oposto deste seu tipo típico. Aí até me deu compaixão. Deve ser duro conviver com este “grupo eclético” o qual você chama de cuzão. Os outros, os 97%, estão aí, ao seu lado. Na rua. Sendo reprimidos e presos. Apenas por querer um lugar para morar ou seu emprego/trabalho de volta. Sai da bolha e vem para o mundo. Aí você encontrará seres humanos.

Like what you read? Give Zebedeu das coves a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.