Encontro de jovens talentos marca última edição de RicoChoro ComVida em 2015

Projeto terá como atrações o DJ Marcelo Guzmán, a cantora e flautista carioca Alice Passos e o reencontro do regional Chorando Callado

O diálogo musical entre o Rio de Janeiro e o Maranhão marcará a última edição do projeto RicoChoro ComVida em 2015. A carioca Alice Passos é a convidada do grupo Chorando Callado em show que acontece sábado (19), às 18h, no Barulhinho Bom (Rua da Palma, 217, Praia Grande). A noite contará ainda com a discotecagem de Marcelo Guzmán.

“Esta edição consolida o RicoChoro ComVida como um projeto vitorioso, num ano de tantas adversidades. Com esta são seis edições, fora duas extras, apresentadas na Semana de Ciência e Tecnologia. O público correspondeu às expectativas da produção e esperamos que também o contrário. Passado este momento de festas de fim de ano, avaliaremos, enquanto produção e em diálogo com patrocinadores e apoiadores, a continuidade, o formato e a periodicidade do projeto para 2016”, declarou Ricarte Almeida Santos, idealizador e produtor do projeto.

A cantora e flautista carioca Alice Passos. Foto: divulgação

A convidada — Não foi à toa a escolha da cantora e flautista Alice Passos para a edição de encerramento da temporada 2015 de RicoChoro ComVida: além de sua íntima relação com o samba e o choro, é profunda também a ligação da jovem e talentosa artista com o Maranhão. Nascida em uma família de músicos, Alice é irmã da cantora e cavaquinhista Mariana Bernardes e filha da cavaquinhista Ignez Perdigão. Já se apresentou diversas vezes em São Luís.

Alice integra a Orquestra Corações Futuristas, regida por Egberto Gismonti. Seu disco de estreia está em fase de pré-produção e contará com composições de Francis Hime, Guinga, Maurício Carrilho e Paulo César Pinheiro, entre outros, além de participações especiais de Gismonti, Guinga e Yamandu Costa.

O regional Chorando Callado. Foto: Rivanio Almeida Santos

Reencontro — O grupo Chorando Callado nasceu no projeto Clube do Choro Recebe, produzido por Ricarte Almeida Santos entre 2007 e 2010 no Bar e Restaurante Chico Canhoto. À época jovens estudantes de música, os integrantes do quarteto, ao longo de alguns anos, acabaram por se tornar alguns dos nomes mais requisitados, não apenas do choro e do samba, mas da música produzida no Maranhão.

Os nomes de João Eudes (violão sete cordas), Lee Fan (flauta e saxofone), Wanderson (percussão) e Wendell Cosme (bandolim e cavaquinho) estão constantemente presentes em fichas técnicas de shows e discos produzidos por aqui. Apesar de muito jovens, cada um é referência em seus instrumentos. O nome do grupo é uma homenagem ao flautista e compositor Joaquim Antonio Silva Callado, considerado um dos pais do choro.

O DJ Marcelo Guzmán. Foto: acervo pessoal

Bossa eletrônica — O DJ Marcelo Guzmán conta três anos de carreira e é um dos mais novos nomes da cena em São Luís. O currículo, porém, é inversamente proporcional ao seu tempo de experiência, já tendo ele tocado em casas como o L’Apero, Excadaria, Salomé, Satisfaction e Black Hat, tocando com nomes como os DJs Jorge Choairy e Pedro Sobrinho e abrindo shows de Toninho Geraes, Sombrinha e Moyséis Marques.

Em seu set, Marcelo Guzmán passeia por samba de raiz, bossa nova, eletrônica, drum’n bass, jazz, hip hop e outras vertentes musicais.

“A sexta edição de RicoChoro ComVida exala juventude por todos os poros. É uma confirmação definitiva de que o choro interessa cada vez mais a um público mais jovem, permanecendo na preferência também dos mais experientes. O encontro de gerações, seja no palco, no momento das canjas, seja na plateia, casa perfeitamente com o clima de confraternização vivido a cada final de ano; no caso do projeto, o que nos une, a todos, é o amor pela boa música”, definiu Ricarte.

Produção de RicoChoro Produções Artísticas, o projeto RicoChoro ComVida tem patrocínio da Fundação Municipal de Cultura (Func), Gabinete do Deputado Bira do Pindaré, TVN e Galeteria Ilha Super, e apoio do Restaurante Barulhinho Bom, Calado e Corrêa Advogados Associados, Sonora Studio, Clube do Choro do Maranhão, Gráfica Dunas, Sociedade Artística e Cultural Beto Bittencourt e Musika S.A. Produções Artísticas.

Serviço

O quê: RicoChoro ComVida — 6ª. Edição.
Quem: Alice Passos, Chorando Callado e Marcelo Guzmán.
Quando: dia 19 de dezembro (sábado), às 18h.
Onde: Barulhinho Bom (Rua da Palma, 217, Praia Grande).
Quanto: R$ 30,00 (reserva de mesas pelo telefone (98) 981920111).