A eleição dos doze

Do Ev. Lc 6,12–13

“Naqueles dias, Jesus foi para um monte fazer oração e passou a noite a orar a Deus. Quando nasceu o dia, convocou os discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de Apóstolos”.

Jesus orava muitas vezes. Aqui passou a noite em oração. Ele tinha necessidade de orar perante uma decisão de tanta envergadura. E para quê rezar, poderemos perguntar? Sim, para conhecer qual o plano de Deus para esta ou aquela situação.Orar, é ter uma conversa íntima com quem nos ama apaixonadamente e quer o melhor para nós. Quando temos, tal como Jesus, uma decisão que implica o sentido da vida ou a vida dos outros,rezamos. Temos que parar para pensar, parar para avaliar os prós e os contras, parar para escutar Aquele que nos ama. Às vezes, por experiência, Deus serve-se de sinais concretos e de intermediários para nos ajudar a decidir. Só na luz veremos a LUZ e só em Deus, veremos a vontade de Deus.

Like what you read? Give Maria das Dores Rodrigues a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.