A incansável busca da felicidade

Podemos considerar que a humanidade está sempre envolvida pela incansável busca pela felicidade.

Quem não quer ser feliz? Mas, o que é felicidade?

"A Felicidade é relativa de pessoa para pessoa. Felicidade para uns são momentos atuais de prazeres, felicidade para outros não significa usufruir de prazeres momentâneos mas sim, de estarem caminhando para o sucesso. A Felicidade não pode ser medida, há pessoas que poderiam ser felizes e que as vezes não são pelo fato de pensarem que poderiam estar mais felizes." (Wikipédia, out. 2015)

A felicidade pode ser descrita como uma sensação de paz e contentamento constantes, porém é preciso ter em mente de que esses sentimentos estão, em partes, ligados ao estado emocional de cada pessoa que é influenciado pela sua bagagem genética e a personalidade.

Além disso, os hábitos e escolhas que fazemos influenciam diretamente neste sentimento. Por exemplo, quando estamos em meio de uma situação que nos causa insegurança, desconforto e até mesmo culpa, obviamente não nos sentimos felizes. Mas, quando estamos envolvidos por sentimentos contrários, nos sentimos satisfeitos e automaticamente felizes.

Com isso, podemos dizer que são muitos os seus significados e muitas as formas de senti-la. Ou seja, nem tudo que os livros de auto-ajuda dizem podem te fazer feliz.

A felicidade pode vir de onde menos se espera.

Neste sentido, confira algumas "dicas":


1. Corra riscos

A felicidade, infelizmente, não se trata de fazer apenas aquilo que gostamos. Para sermos felizes temos que aceitar essa realidade e nos permitir correr riscos, eles são altamente úteis para o desenvolvimento da nossa personalidade e crescimento pessoal, além disso, são os riscos que nos tiram daquela tão famosa zona de conforto.

Permitir correr riscos também significa deixar que a curiosidade tome conta de nós, de modo que tenhamos vontade de explorar algo novo e assim, termos novas experiências e sair da rotina.

Claro que, você não deve sair por aí inventando coisas, fazer o que te faz bem também colabora. Por isso, reserve um momento para aquilo que mais gosta, como escutar uma música, fazer uma viagem, etc.


2. Não se prenda aos detalhes

Pessoas são pessoas, e em algum momento se prendem em detalhes e o pior, geralmente são detalhes que não as agradam.

Uma crítica bem comum as pessoas que não se prendem aos detalhes é a falta de realismo, mas calma, não é porque por isso que você irá fechar os olhos e ignorar "pistas" de que algo não está indo muito bem.

Ser realista é importante, lembre do item anterior quando falamos de correr riscos, você não vai pular de uma ponte sem proteção só porque quer correr riscos, não é mesmo?! Então, a sabedoria está em justamente entender aonde vale ou não a pena estar e se prender.


3. Torça pelos outros

Uma das coisas que mais interfere a felicidade é a inveja, ou aquele sentimento, que mesmo pequeno, nos trás um certo incômodo pela conquista do outro.

Deixe isso de lado, não se preocupe com o que as outras pessoas fazem. Lembre-se a felicidade depende apenas de você e ser uma pessoa invejosa, que não aceita a conquista das outras, é completamente prejudicada em seu estado emocional.

Por isso, comemore cada conquista das pessoas que ama, esteja presente em aniversários ou qualquer outra comemoração e demonstre que está feliz por ela. Esses atos melhorarão sua vida e seu relacionamento com amigos e familiares.


4. Exponha seus sentimentos negativos

Admitir seus sentimentos pode te tornar mais flexível. Ninguém é obrigado a aceitar tudo o que uma outra pessoa faz, muito menos deixar que uma situação se torne ruim para si.

Admita quando estiver quando com raiva, admita a inveja, admita que não gostou e se necessário converse, exponha seus sentimento e critique, mas tenha em mente que isso deve ser um feedback e tome cuidado com aquelas pessoas que sentem "prazer" na dor. Sim, aquelas pessoas que necessitam de brigas para viver ou necessitam na negação para justificar suas escolhas.


Podemos considerar que a humanidade está sempre envolvida pela incansável busca pela felicidade. Em um estudo realizado na Universidade de Virginia com 10 mil participantes, foi possível identificar que para pessoas de todos os cantos do mundo, a felicidade é mais importante do que outras realizações pessoais altamente desejáveis, tais como ter um objetivo na vida, ser rico ou ir para o céu.

A felicidade, na verdade, depende daquilo que você "enxerga" e espera. Ou seja, ela depende apenas de você.

Muitas pessoas possuem o costume de dizer que uma outra não colabora para a sua felicidade, mas o que elas não percebem é que quando não estamos contentes com nós mesmos, não importa o que as outras façam por nós.

Por isso, se você quer sentir-se feliz, primeiro esteja de bem consigo mesmo. Caso contrário, não conseguirá perceber as energias positivas que o mundo está lhe transmitindo.

*referências para esse post: Revista Galileu

Se você gostou desse post, curta nossa página no Facebook clicando aqui e não deixe de recomendar clicando no coração ali embaixo.


Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ju Do Vale’s story.