Adestramento inteligente, você conhece esse método?

Ju Do Vale
Nov 14, 2014 · 3 min read

Um método que não admite violência, é totalmente baseado em reforços positivos, valorizando as atitudes corretas do seu pet.

Hoje em dia praticamente toda família tem um cãozinho. A minha é assim, todos tem um, dois ou mais cães em casa. O maior desafio é fazer com que esses fofinhos se adaptem a rotina e principalmente, se comportem quando você precisa.

Desde que eu e meu marido tivemos a ideia de trazer um cãozinho para fazer parte da nossa família decidimos tentar adestrar nós mesmos, ensinando o que pode ou não fazer. Não é uma tarefa muito fácil, requer muita paciência, treino e dedicação.

Mas como ensinar um animal a fazer suas necessidades no local certo? Como ensinar a não roer os móveis ou a não pular nas pessoas? Como ensinar a esperar a comida com paciência?

Foi então que conhecemos o adestramento inteligente, da Cão Cidadão.


O que é?

É um método baseado em reforços positivos, que valoriza as atitudes corretas dos animais com recompensas que estimulam o aprendizados.

Vantagens

Não há limite de idade para começar e com as recompensas, o animal consegue assimilar mais rápido o que precisa obedecer.

Também trás boas consequências no relacionamento do animal com o seu dono, o qual também muda de comportamento, passando a elogiar e agradar no lugar da violência.

Por ser um método dinâmico, você sempre encontrará dicas de adaptações que podem ser feitas para cada caso.


Uma coisa bem importante de lembrar, é que os animais possuem apenas dois tipo de relação com os humanos: a de dominante e a de dominado. Por isso é preciso mostrar a ele quem é que manda no “pedaço”.

Além de ensinar como ele deve se comportar, também é bom ensinar alguns truques para exercitar a mente e para o dono sinta como deve dar ordens. Alguns deles são bem famosos como: sentar, deitar, ficar, etc… e lembre sempre de recompensá-lo quando fizer algo do jeito que você quer.

Sempre recompense com algo que seu pet realmente gosta.

Por onde começar?

1- Estabeleça limites de relacionamento e comportamento.
2- Ensine a usar a guia para passeios e a colocar focinheira.
3- Evite comportamentos agressivos e não deixe ele morder.
4- Treine comandos básicos de obediência (senta, deita, fica, não).
5- Controle latidos (o mas difícil).

A nossa cachorrinha tem respondido bem aos treinos, mas ainda vejo muito “chão” pela frente, até porque toda semana ela faz uma traquinagem diferente e é bem complicado saber como devemos agir.

O que fazemos é: se estamos por perto e vemos já chamamos atenção, caso contrário não fazemos nada e tentamos punir de outra forma, como por exemplo: colocando vinagre em algum lugar que ela achou para roer.

A dica do vinagre é realmente sensacional, mas existem produtos específicos para pets que deixam as coisas com sabor amargo e também podem ajudar.

Para finalizar, deixo como dica o livro: “Adestramento Inteligente” do Alexandre Rossi.


Lembre-se: você só irá conseguir sucesso no adestramento
se for firme nas decisões, se manter coerência nas regras
impostas e amar muito o seu amiguinho peludo ❤.

Se você gostou desse post, curta nossa página no Facebook clicando aqui.
*referências: Cão Cidadão e Cachorro Gato.

A Vida depois do Sim

Esta é uma coleção com dicas, inspirações e reflexões para vida a dois. — Por Ju do Vale

Ju Do Vale

Written by

Formada em Design, especialista em UX, Primeira Dama do Jhony, mãe da Lily e criadora do canal Meu AUmigo Cão no Youtube.

A Vida depois do Sim

Esta é uma coleção com dicas, inspirações e reflexões para vida a dois. — Por Ju do Vale