Nossa vida mais feliz com a chegada da Lily

Os animais transformam a nossa vida, fazem bem para a saúde e ajudam no bem estar.

Quem me acompanha sabe que eu sou louca por cachorros, já contei aqui que até tenho um perfil exclusivo da Lily no Instagram, mas hoje vou contar como ela transformou a nossa vida.

Logo que casamos já queríamos ter um cãozinho, porém encontrar o cão perfeito é muito difícil e não importa qual seja o escolhido, ele irá transformar a sua vida de qualquer jeito.

Existem os mais calmos, os mais arteiros, os mais temperamentais, enfim… de todo tipo e como moramos em um apartamento precisávamos que o cão fosse de porte pequeno ou médio. Visitamos várias feiras de adoção, mas o problema é que geralmente os criadores não sabiam dizer qual o tamanho que o animal ficaria por isso decidimos comprar. Veja, não há nada de errado em comprar um animal, existem canis super sérios em várias partes do país e foi assim que encontramos a Lily, uma cadelinha da raça Beagle.

Escolhemos essa raça por ser bem sociável e dócil, mas nós pesquisamos muito sobre o comportamento desses cães e já sabíamos que possuem alto nível de agitação. Aliás, é muito importante que você pesquise sobre o temperamento de um animal antes de levá-lo para casa e ter em mente de que, todo filhote vai aprontar e se ele for de algumas raças específicas, vai aprontar a vida toda.

Tirando os móveis roídos, as almofadas rasgadas, os tapetes comidos e outras "traquinuras", a chegada dela realmente mudou a nossa vida.

Nossa casa recebeu mais vida, mais alegria, mais fofura, mais desordem, mais surpresas e mais responsabilidades.

Além do mais, já existem vários estudos que comprovam que os animais fazem muito bem a nossa saúde.


8 benefícios que os pets trazem para a nossa vida

1. Proteção contra alergias

Uma hipótese levantada recentemente por pesquisadores é a de que o convívio com animais pode elevar os níveis de imunoglobulina, um anticorpo presente nas mucosas que evita a proliferação de vírus ou bactérias e é importância na prevenção de várias doenças.

2. Socialização

Já notou que quando assunto são os pets todo mundo que tem um se manifesta? Ou então, quando você está passeando com seu cãozinho facilmente aparece uma pessoa desconhecida para fazer carinho nele ou outro cão para cheirar o bumbum. Isso faz com que você converse mais e faça novas amizades.

3. Alívio do estresse e redução da pressão arterial

Estudos indicam que os animais trazem uma sensação de bem-estar e conforto, que ainda ajudam a reduzir os níveis de adrenalina deixando você mais tranquilo e causando a diminuição da pressão arterial.

4. Combate à depressão

O relacionamento com os animais é completamente envolvido por carinho, compreensão, apoio e segurança o que causa um aumento da autoestima do seu dono combatendo e ajudando a solucionar casos de depressão.

5. Elevação da autoestima

Não tenha dúvidas de que você é tudo para o seu cão, é o seu mestre, o seu exemplo e é complemente importante para a vida dele. Quando o dono se conscientiza disso ajuda a sentir-se mais confiante de suas capacidades.

6. Incentivo à prática de atividades físicas

Ter um cãozinho te obriga a se exercitar mais, seja com brincadeiras ou caminhadas você acaba recebendo um estimulo imperceptível para a prática de exercícios.

7. Diminuição da solidão

Quem tem um animalzinho de estimação nunca está sozinho, terá sempre um companheiro para todas as horas que te espera todo dia com a maior paciência do mundo e não se ache o louco por conversar com ele, te garanto que ele entende cada palavra. ☺

8. Senso de responsabilidade

Ter um animal envolve uma série de obrigações diárias, como cuidar da alimentação, da higiene, passeios e tudo mais que ele precisar. Sendo assim as lições são muitas para serem aprendidas.

*site de referência http://saude.ig.com.br/


Sei que muitas pessoas acham tudo isso um exagero e não toleram cachorros dentro de casa, aliás muitas pessoas acham que os animais devem apenas viver do jeito que elas querem. Ideia completamente errada, sou da opinião de que se for pra ter bichinho jogado lá no fundo do quintal de casa passando frio, fome e solitário, não tenha. Os animais são como crianças, precisam da nossa atenção e sempre precisarão, as crianças depois que crescem se viram sozinhas, os cães não.

Portanto, não tenha um bichinho em casa se você não tem tempo de brincar com ele, se você não gosta de bagunça, se você não gosta de sujeira, se você não é responsável, se você não está disposto a gastar boa parte do seu salário com ele e principalmente, se você não estiver disposto a amá-lo.

Outra coisa bem importante é que os animais não são descartáveis, desde que estamos a Lily tenho ouvido muita gente dizer "eu tinha um Beagle, mas tive que dar ele porque aprontava muito". Por que diabos pegou o cachorro? Se fosse um filho, você daria pra outra pessoa? Eu tenho muita vontade de xingar todo mundo que me diz isso.

Imagine que você sempre esta em contato com outras pessoas no dia a dia, mas e o seu pet? A maior parte da vida dele passa com quem? Com você. Você é tudo o que ele tem, por isso fica tão feliz em te ver, portanto retribua.

Se você decidir tem um animalzinho seja ele um cachorro, um gato, um passarinho, ou qualquer outro, seja responsável e tenha consciência de que é para a vida toda (dele), seja ele como for.

A Lily é a nossa filha patuda e uma das coisas que mais me deixam feliz no meu dia é saber que quando eu chegar em casa ela estará lá, louca para me encher de lambeijos e disposta a me deixar feliz.

Se você gostou desse post, curta nossa página no Facebook clicando aqui.


Like what you read? Give Ju Do Vale a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.