Ju Do Vale
Feb 1, 2017 · 4 min read

Um pouquinho da minha experiência e do que aprendi em 2016.

Olá, pessoal. Como vocês estão?

Hoje vim aqui para compartilhar uma experiência de vida que tive no ano de 2016. Comentei em um post anterior (clique aqui para ler), que mudei de Curitiba-PR para Blumenau-SC por causa de uma oportunidade de trabalho e aprendi muita coisa.


Um pouco de história

Bom, não tenho como começar sem antes contextualizar o que fui fazer em outra cidade e por quê achei que seria uma boa ir…

Desde a metade do ano de 2015 eu estava focada na minha própria empresa, sou formada em Design e junto com meu marido criamos a SkillsWeb. Nosso foco é a criação e desenvolvimento de sites, softwares, etc. A coisa estava dando certo, mas trabalhar por conta própria sempre dá um medinho de não conseguir trabalho em alguns momentos.

Foi então que caí em uma oportunidade muito legal para trabalhar em uma Consultoria de User Experience (não vou citar nome de empresa, nem nada, se ficar muito curioso, é só procurar meu Linkedin) que é justamente a área em que sou especialista. Resumindo a história, a empresa era uma multinacional fodástica, mas com trabalho terceirizado por uma segunda empresa.

De início a proposta era só para mim e eu não estava disposta a ficar viajando toda semana para trabalhar sozinha em outra cidade, mas aconteceu que meu marido também foi convidado e lá fomos nós. Trabalhávamos na mesma equipe, na mesma bancada, passávamos 24hrs juntos LITERAMENTE (já escrevi um post sobre essa situação isso aqui). Porém, ao contrário do que muitas pessoas passam ou pensam, isso não foi problema para nós o problema era outro…

Nosso objetivo era pegar experiência no tal "negócio" que parecia ser muito legal, era uma proposta atrativa, cheia de benefícios… mas, se você vai mudar para uma cidade APENAS por causa do trabalho, onde não conhece ninguém, saiba que ou sua vida vai ser engolida pelo trabalho ou por viagens.

E foi isso que aconteceu, quando não estávamos trabalhando, estávamos viajando para ver as pessoas que estavam longe de nós e o ano acabou sendo muito cansativo até chegar a um ponto que estávamos ficando desesperados para voltar à Curitiba-PR.

Valeu a pena?

Vou dizer que pela experiência e, claro, nome de empresa grande no currículo, valeu a pena. O que não valeu foi a "bagunça" que virou a nossa vida, tanto quando estávamos lá, tanto agora quando voltamos.

Não vou entrar em detalhes, mas se você pensa em mudar muitas vezes de cidade não crie raizes em uma. Não compre imóvel, não tenha móveis, nada. Tenha apenas pertences pessoais e uma poupança, porque quando decidir ir de uma cidade para outra, vai perder dinheiro. Seja por multa de contrato de aluguel, seja por pagar aviso prévio, sempre vai perder algo.

Faria de novo?

Olha, posso dizer que hoje não estou aberta a essa ideia de mudar de cidade.

É incrível como a gente só percebe o quanto gosta das nossas coisas depois que deixa elas para trás. Eu AMO meu apartamento, AMO minha cidade, AMO não ter que ficar viajando toda semana e pra algo me fazer mudar de ideia… terá que ser muito bom.

E daí?!

Acredito que a vida dá muitas voltas, por isso não falo que nunca mais faria isso e, sinceramente, recomendo que você faça pelo menos 1x na vida.

O aprendizado que você pode ter saindo da zona de conforto é enorme e te fará ver o futuro com outros olhos, ou ainda, ter mais certeza do que quer. Mas, claro, a certeza demora pra chegar.

Eu acabei de voltar para minha cidade e ainda estou organizando minha cabeça. Tudo o que fiz em 2016 foi com muita pressa, a decisão de mudança foi de uma semana pra outra, tanto para ir quanto para voltar. Pelo menos descobri que odeio mudança e, o pior, ainda tenho mais uma para fazer esse ano que será a volta pra minha verdadeira casa.

Por isso, não decida nada com pressa. Analise cada passo que precisará dar, planeje tudo antes de ir e planeje tudo o que fará quando voltar antes mesmo de ter essa perspectiva.

É legal se dedicar a uma carreira profissional, mas o seu bem estar e saúde, sempre devem estar em 1º lugar, pois se você não priorizar isso, não será uma empresa que irá fazê-lo por você.


Siga a página do “A Vida depois do Sim” no Facebook clicando aqui.


A Vida depois do Sim

Esta é uma coleção com dicas, inspirações e reflexões para vida a dois. — Por Ju do Vale

Ju Do Vale

Written by

Formada em Design, especialista em UX, Primeira Dama do Jhony, mãe da Lily e criadora do canal Meu AUmigo Cão no Youtube.

A Vida depois do Sim

Esta é uma coleção com dicas, inspirações e reflexões para vida a dois. — Por Ju do Vale

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade