Das coisas que ficaram para trás

De tudo que a vida me cobrou, 
a mais cara foi a verdade.
Ser um homem de sinceridade,
ter ponto de vista e convicção.

Das coisas que ficaram para trás,
ervas daninhas e raivosas, 
Tanakas e panacas, 
Pugliese e maionese,
aplicativos de solidão.

Dos amores que passaram,
saudades e nostalgia, 
um pouquinho de decepção, 
mas um tantão de sabedoria 
prosa, conto, crônica ou poesia.

Dos fracassos não me culpo,
vivo de boa. 
só não encaro mau-olhado,
e tretas com gente sem noção.

Aproveita, que a vida tá em promoção!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.