Festa do Espirito Santo

By Helder Toste, BK’16

Helder Toste explains the origin of the festival of the Holy Spirit, an important religious ritual that has grown in importance and popularity around the world, and describes how it is celebrated in immigrant Portuguese communities.

[TRANSLATION]

The festival of the Holy Spirit, which today occurs in many parts of the Azores, Brazil, and the United States, has its origins in a very ancient Portuguese legend. According to the story, Portugal faced a huge famine during the reign of the Holy Queen Isabel of Portugal in the XIII century. The Queen, who felt deep compassion for her subjects, decided to bring all of the people in the community together to pray to the Holy Spirit for divine intervention. It is said that after these great orations began, many ships filled with food arrived to the country and saved it from hunger. The Queen, giving thanks to God, chose a young peasant girl to crown in honor of the Holy Spirit, and then served a special meat stew for all the people to eat. This began a tradition in many rural communities throughout the nation which has been celebrated for over 700 years. The ritual of the Holy Spirit Festival is understood as one of the most important Portuguese celebrations that still occur.

In the state of California, where I am from, the Portuguese communities continue this tradition every year beginning about 7 weeks after the start of Lent, the third week of May, until roughly 7 weeks after that. The festivals begin on Thursdays and continue through the weekend to Monday. During these days the community partakes in many activates, some religious and some merely as extensions of the celebrations. The festivals take up a large part of the summer, bringing together entire communities and people both young and old. The important of family and community cannot be sufficiently stressed, because for many of us it’s an important part of expressing our culture and growing in our Catholic faith. Before the celebration begins, the old queen passes the crown on to the new queen, a young girl between 15 and 18 years old. Her parents become the de facto presidents of the festival and are asked to organize the celebration. The new queen then chooses princesses (normally sisters, cousins, or close friends) to help her with various aspects of the celebration. The queen also chooses a court made up of two or more couples that march in the parade and the closing ballroom gala that ends the formal part of the celebration on Sunday.

Sunday is the most important day of the celebration because it’s the day of the parade, the Catholic mass, the serving of the meat stew, and the gala. The queen and her court walk from the Portuguese salon to the church, as the local orchestra plays the appropriate anthems and all the people parade with the queen in the streets. After arriving at the church the queen and the princesses help read for mass and the priest crowns the queen in front of the faithful, praying over her and the community. After mass, the parade returns to the salon where the orchestra continues to play music and the kitchen begins to serve the meat stew to everyone. The soup is traditionally made up of Portuguese sausage, beef, potatoes, cabbage, and moist bread dipped in stew. After the meal, everyone returns to their homes to rest. At night they come back for dinner and to see the ballroom gala, where the community can see the queen’s Holy Spirit Cape, a handmade cape carefully decorated with religious images. After the gala everyone breaks out in dance, and we conclude this great festival and religious ritual that defines our community.

[ORIGINAL]

A Festa do Espirito Santo que hoje ocorre nos Açores, Brasil e também nos Estados Unidos tem as suas origens numa lenda Portuguesa muito antiga. O conto diz que a Rainha Santa Isabel, que nasceu e reinou no século XIII, era rainha quando Portugal estava a sofrer de uma grande escassez. Por compaixão ao seu povo, a rainha decidiu mandar todas as pessoas da comunidade orar ao Espirito Santo para pedir ajuda. Diz­se que então chegaram muitos navios cheios de comida para ajudar as pessoas e salva­las da fome. A rainha, dando graças a Deus, escolheu uma jovem para coroar em honra do Espirito Santo e depois deu uma “sopa de carne” para todas as pessoas comerem. Esta tradição começou então em muitas comunidades rurais, onde já se celebra há mais de 700 anos. O ritual da festa do Espirito Santo é hoje em dia uma das celebrações mais importantes nas comunidades portuguesas.

No estado da Califórnia, de onde eu sou, as comunidades portuguesas continuam esta tradição. Hoje em dia a festa tem inicio na quinta feira e continua até segunda­feira. Durante estes dias as comunidades têm muitas atividades que são em parte religiosas e também em parte só para fazer festa. As festas na Califórnia começam na terceira semana de Maio, normalmente sete semanas depois da quaresma, e ocorrem por todo o estado durante mais sete semanas. As festas fazem então uma grande parte do verão, onde todas as pessoas da comunidade, jovens, adultos, e velhos, se juntam para celebrar este grande evento. A importância da família e comunidade não pode ser mais evidenciada. Para nós é uma maneira de sermos portugueses e de fazer crescer ainda mais a nossa fé Católica. No inicio da celebração, a rainha do ano anterior coroa a nova rainha, normalmente uma jovem entre 15­18 anos. Os pais da rainha ficam então os presidentes da festa e coordenam o festival. A rainha escolhe duas princesas, normalmente irmãs, primas, ou amigas, que a ajudam em vários aspetos da celebração. A rainha também escolhe uma corte de dez pares de jovens que ajudam na parada e também no desfile que acaba a parte mais formal da festa no domingo.

O domingo é o dia mais importante da festa porque é o dia da parada, da missa, da comida da sopa, e do desfile. A rainha e a sua a corte andam do salão Português até á igreja, onde a nossa filarmónica toca os hinos apropriados antes da parada sair. Depois de chegarem á igreja a rainha e a princesas ajudam a ler as leituras do dia e o padre coroa a rainha em frente de toda a igreja, rezando por ela e por toda a comunidade. Depois da missa, a parada retorna ao salão onde a filarmónica toca uma seleção de modas e se cozinha a sopa da carne para toda a gente! A sopa é feita com linguiça, batatas, repolho, e pão demolhado. Depois da comida, as pessoas voltam ás suas casas para descansar e durante a noite todos voltam á festa para ver o desfile da rainha. Este desfile serve para mostrar a capa do Espirito Santo á nossa comunidade. As capas do Espirito Santo são feitas a mão e são ornamentadas com imagens religiosas. Depois do desfile todas as pessoas dançam e concluímos esta grandiosa festa, um ritual religioso que define a nossa comunidade.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.