InVision anuncia lançamento de nova plataforma para design de interfaces: InVision Studio

A InVision anunciou ontem (18/10) o lançamento de sua nova plataforma focada em design de interfaces, o InVision Studio.

No meetup DesignLab em Londres, eu tive a oportunidade de ouvir a palestra de Brendan Kearns, que trabalha como Product Designer no InVision, em que falou sobre como a empresa busca otimizar a produtividade e as tarefas de gerenciamento nas equipes internas de design que, além de grande, é distribuída. Deu relances de como a equipe tem um relacionamento próximo com clientes e falou brevemente sobre o InVision Studio.

O novo software pretende agregar as funções das ferramentas mais utilizadas no momento, cobrindo de ponta a ponta o ciclo de design de produto, englobando as funções de design (concorrendo diretamente com o Sketch), prototipagem (o core business atual do InVision) e motion (disputando contra o Framer), além de conter ferramentas de colaboração em tempo real entre designers e funções para handoff entre designers e desenvolvedores, brigando de frente com ferramentas como Zeplin e Figma.

Brendan comentou que uma das políticas da empresa é ser o mais agnóstica o possível em relação a processos e metodologias.

Estamos constantemente visitando clientes, de startups a gigantes como Uber, e nunca vi um processo que se repita de forma idêntica, e mesmo quando se utiliza o mesmo processo, estes são sempre adaptados à realidade de cada empresa.

Portanto, a ferramenta não tem o foco de impor uma forma X ou Y de se trabalhar, mas visa permitir que designers sejam livres para trabalhar como preferirem. O lançamento está previsto para janeiro de 2018, portanto muitas perguntas ainda estão no ar. A plataforma parece ser muito promissora e chega como um concorrente de alto nível frente ao Sketch e Adobe Experience Design (XD), pois pretende englobar todo o processo de design, da concepção à entrega, além de estar disponível para Mac e Windows.

Já se diz que a ferramenta será gratuita para usuários do InVision, mas Brendan preferiu comentar apenas que a estratégia de preços ainda está sendo estudada.

O curioso é que a novidade veio na mesma semana do Adobe MAX e no mesmo dia em que anunciaram o Adobe XD 1.0, numa aparente estratégia de marketing bem amarrada, criada pela InVision.

Fiquei bem animado com a novidade, pois estes avanços forçam empresas a criarem ferramentas de nível cada vez mais alto para que nós, designers, possamos cada vez mais focar em fazer o que fazemos de melhor.

Like what you read? Give Jônatas Vieira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.