Design e UX estão sendo cada vez mais valorizados pelas empresas. Você sabe o motivo?

Este é um assunto que estou sempre comentando: destacar o quanto o design, e especialmente as áreas relacionadas ao Interaction Design e User Experience estão crescendo de forma expressiva e rápida.

Que as áreas de tecnologia vêm crescendo exponencialmente ao longo dos últimos anos já ficou claro para todo mundo, mas o que nem todos entenderam ainda é como este crescimento está diretamente relacionado aos diferenciais competitivos como a experiência do usuário e o design.

Empresas de tecnologia contratando mais Designers

A primeira prova desse crescimento é o fato de que as maiores empresas de tecnologia do mundo estão investindo mais do que nunca em equipes de design. O relatório de tendências para a Internet da consultoria KPCB intitulado “Kleiner Perkins’s 2017 Internet Trends” mostrou que as gigantes de tecnologia como Amazon, Facebook e Google estão colocando o design de suas plataformas como prioridade máxima. As três empresas aumentaram em 65% os times de design no ano passado.

Enquanto em 2012 a proporção em empresas como a australiana Atlassian Corp. era de 1 designer para cada 25 programadores, em 2017 essa proporção caiu para 1 designer em cada 9 programadores. Já a IBM mostrou uma proporção ainda mais discrepante: de 1 designer para 71 programadores em 2012; mudando para 1 designer em cada 8 programadores no ano de 2017.

A segunda prova desse crescimento está no fato de que, hoje, as maiores potências tecnológicas do mundo estão onde estão porque há muito tempo já investem na experiência do usuário e no design.

A importância da Experiência do Usuário

Isso fica bem claro quando olhamos o exemplo da Apple. Lá em 1985, a Apple lançou o manual de Diretrizes para Interfaces Humanas (Human Interface Guidelines — HIG) para o Apple II. É uma leitura bem interessante, porque mesmo se pensarmos que na década de 80, os computadores de uso pessoal ainda estavam em sua “infância”, esses caras já tinham uma noção fortíssima dos princípios de design de interação entre humanos e computadores.

Muitas diretrizes importantes de User Experience já estavam presentes. Isso mostra que esses caras sabiam muito bem o que estavam fazendo, e que as suas ideias continuam bem relevantes.

É interessante perceber que o Don Norman, conhecido como "pai da UX", foi entrar como VP na Apple apenas em 1993. Ou seja, arrisco dizer que a Apple já se preocupava com criar produtos e interfaces que fossem interessantes para os usuários desde o início, e acredito fortemente que tem muito dedo do Steve Jobs nisso ai.

“Design não é apenas o que parece e o que se sente. Design é como funciona.” — Steve Jobs

Esse audio de uma palestra do Steve Jobs em 1983, na International Design Conference de Aspen, explica um pouco mais sobre seu modo de pensar e como ele iniciou esse movimento de conectar design com tecnologia e a se preocupar muito com a experiência do usuário.

Voltando ao manual da Apple de 1985, na introdução há uma frase bem interessante que merece destaque:

“Existem duas funções principais de um bom design de interface humana: tornar o produto fácil de aprender, e torná-lo fácil de usar, tanto sem comprometer seriamente potência quanto desempenho.”

(tradução livre de “There are two primary functions of a good human interface design: make the product easy to learn, and make it easy to use, both without seriously compromising power and performance.”)

E porque falamos tanto disso? Para mostrar que essa atenção especial ao design é possivelmente um dos motivos que ajudaram a Apple a se solidificar como uma das maiores do mundo no setor de tecnologia. Com apenas dois anos consolidada no mercado de wearables, a Apple conseguiu bater a Rolex e se tornou a maior marca de relógios do mundo.

Da mesma forma que existiam diversos aparelhos para escutar MP3, mas a Apple soube revolucionar ao se importar mais com uma experiência do usuário incrível e design impecável, no iPod.

O mesmo aconteceu com o iPhone e iPad. A Apple não inventou nenhum desses produtos, todos eles tem "versões" anteriores criados por outras empresas, mas a Apple foi a primeira a tornar incrível e a fazer todos interessados em utilizar no dia a dia.

O pensamento da Apple sobre UX nos faz entender um recente vídeo gravado pelo Don Norman respondendo a pergunta: O que é UX?

As empresas precisam de mais Designers

Diversas novas tecnologias estão surgindo, e aumentando cada vez mais a necessidade para designers que se importam com o tornar a experiência de uso o melhor possível para os usuários, repetindo a história da Apple com o computador.

Reconhecimento facial é um exemplo, a própria Apple está utilizando no iPhone X mas diversas outras empresas estão utilizando de forma mais avançada, por todo o mundo. O investimento recente de 390 milhões de dólares em melhorias para a câmera do iPhone X (TrueDepth, tecnologia de reconhecimento facial) é uma prova de que essa atenção especial é bem forte lá dentro da Apple.

E não pense que é só no Vale do Silício que o foco em interfaces agradáveis com ótima experiência para o usuário está em alta. O grupo chinês Alibaba Group, dono de empresas como AliExpress, lançou no final do ano passado a primeira tecnologia de pagamento por reconhecimento facial para uso comercial através do Alipay, o “Smile to Pay”. O serviço, disponível para quem tem cadastro no Alipay, foi lançado em uma filial do restaurante KFC, permitindo que os usuários paguem sua refeição com um sorriso, que é detectado através de uma câmera 3D.

Outros exemplos do avanço na tecnologia e a necessidade de designers que estejam prontos para tornar o uso mais agradável para os usuários pode ser encontrado na mídia internacional, arrisco dizer, diariamente. Esses são mais dois exemplos postados por um aluno na nossa comunidade secreta do bootcamp Master Interface Design:

Novas possibilidades de interação das pessoas com a tecnologia não apenas já estão disponíveis como estão na mira dos investimentos das gigantes da tecnologia.

Enquanto muitas áreas e funções de trabalho estão desaparecendo ou correndo o risco de ser substituídas por robôs e novas tecnologias, novas possibilidades incríveis surgem todos os dias.

Acredito que muitas das novas oportunidades de trabalho relacionadas diretamente à tecnologia, inteligência artificial e machine learning estão ligadas ao design e UX.

Você está preparado para aproveitar a crescente onda desse mercado?

Acredito que só por ler o artigo até aqui você já está indo bem na sua busca constante por conhecimento. Te convido então para assinar nossa newsletter e acompanhar todos os nossos conteúdos: