Já explicamos por aqui o que é email marketing e como esta ferramenta pode te ajudar a vender mais através das estratégias de Inbound Marketing.

Mas a pergunta é: você sabe utilizar o email marketing da forma correta? Ele está levando resultados para o seu negócio? A taxa de rejeição da sua base está alta?

Como já falamos neste artigo, o marketing digital só tem eficácia quando você utiliza a famosa sigla: USDPC — Uma soma de pequenas coisas. E cada detalhezinho — ou a falta dele — é extremamente importante para um bom resultado.

Separamos dicas imperdíveis para você ter um melhor resultado nas suas ações de email a partir de hoje.

As 26 Dicas de Email Marketing

1. Tenha um remetente no seu email

Quando os usuários confiam no remetente, a taxa de abertura dos e-mails é maior.

E isso não sou eu quem está falando, mas sim as pesquisas realizadas sobre ações de email marketing.

Portanto, informar um remetente que cause familiaridade para a sua base de contatos (seja através do nome da sua empresa ou da pessoa que trabalhe na sua equipe) ajuda no momento da decisão da abertura.

2. Assuntos de e-mails muito longos não funcionam

Pense em três palavras: direto, curto e impactante.

É o que os assuntos dos seus e-mails precisam ser.

O assunto precisa ser interessante para fazer o usuário abrir a mensagem e não a ignorar.

Caso seja extenso demais, pode atrapalhar.

3. Evite utilizar o “não responda” no endereço de email

Sabe aqueles tipos de e-mails que são: nãoresponda@xxx.com.br? Evite a todo custo.

Não é uma boa opção “não deixar” o seu usuário responder ao email, caso ele queira conversar.

Isso cria uma barreira desnecessária entre você e sua base de contatos.

Esteja sempre pronto para receber respostas e, principalmente, para respondê-las.

4. Utilizar somente imagem no email é ruim

Sabe quando você abre um email e aparece aquela imagem gigante que não carregou? Pois é.

A maior parte de serviços de email usam o bloqueio de imagens.

E não espere que seu usuário vá clicar na autorização para exibir a imagem, a maioria vai simplesmente ignorar.

Portanto, transmita o máximo que puder da mensagem por texto.

5. Envie conteúdo relevante para o usuário

Já falamos aqui não existe conteúdo sem planejamento.

Sair disparando um monte de emails por aí não é uma estratégia, acredite.

Ofereça conteúdos úteis com o objetivo de construir um relacionamento com o usuário, para só depois oferecer o seu serviço.

6. Tenha um objetivo específico

O conteúdo de um email marketing precisa ter o objetivo explícito e direto.

Sem enrolação.

Se o seu objetivo for conversão em e-book, mantenha no email apenas o link (ou CTA) que permitirá ao usuário fazer o download do material.

7. O email tem que ser útil para o usuário e não para você

Sempre falamos aqui no blog e sempre vamos repetir: Pense sempre no consumidor.

Lembre-se que o email que está enviando precisa ser útil para quem recebe, ou seja, nada de ficar falando apenas de como o seu produto ou marca é a melhor do mercado.

Apresente sim o seu serviço e as vantagens de usá-lo, mas foque na resolução do problema dos seus usuários.

8. Estude o comportamento da sua base de contatos

Cada etapa no seu tempo.

Por isso é importante analisar a sua base de leads antes de enviar algum tipo de conteúdo.

Não adianta forçar uma venda, se aqueles determinados usuários não estão prontos para o momento de compra.

Dicas de email marketing

9. Não envie o mesmo email para todos da sua base

Este tópico pode completar o anterior.

Entenda que cada pessoa da sua base de contatos pode estar em um momento diferente do funil de vendas, além de ter diferentes interesses.

Por isso, é importante segmentar essa base corretamente.

Não tem porque você enviar um email sobre carne vermelha para um lead que você identificou que só abre e-mails sobre peixes.

Né?

10. Não utilize “qualquer imagem” da internet

Imagens são importantes por possuir um apelo visual.

Mas esqueça fotografias com baixa qualidade, com marca d’água, repetitivas ou que passem uma impressão de falsidade.

Esqueça o “vou ali pegar qualquer imagem” e foque num planejamento para a escolha dela também.

11. Jamais, nunca, em hipótese alguma faça spam!

Além do envio de spam não ter resultados, é ilegal.

Sabia que se muitos usuários marcarem seu email como spam, fica mais difícil de chegar na caixa de entrada das pessoas que optaram por receber seus e-mails?

É verdade, seu domínio pode acabar entrando numa blacklist.

Então chega de ir pelo “caminho mais fácil”, pois ele não te levará há lugar nenhum.

12. Mantenha um padrão

Manter uma identidade nas suas mensagens faz com que as pessoas consigam reconhecer seus e-mails de forma imediata.

Caso esteja sentindo necessidade de alteração, busque sempre acompanhar o resultado destas mudanças.

Assim, você chegará a identidade ideal para os seus e-mails de acordo com os testes realizados.

13. Não utilize muitos CTA’s na mesma mensagem

Lembra do tópico “tenha um objetivo”? Pois é.

Muitas ações em apenas um email é muito complicado, pois você exige que seu leitor tenha trabalho ao tentar decifrar o que você quer com aquela mensagem.

Foque em um objetivo e conteúdo por vez: inclua apenas o CTA para a Landing Page necessária.

14. Não use imagens demais

Já falamos sobre usar apenas imagens e também o uso inadequado de algumas delas.

Agora é preciso falar sobre a quantidade.

A utilização de muitas imagens no email pode ser um problema por causa do bloqueio delas. Sem contar que um conteúdo de email marketing, na maioria das vezes, não é otimizado para dispositivos móveis, o que acaba dificultando para o leitor.

15. Mas não deixe de usar imagens!

Não. Não quero te deixar louco.

Pesquisas apontam que as pessoas estão muito mais propensas a clicar em anúncios que tenha imagens do que em apenas textos.

Então utilizar pelo menos uma imagem dentro de cada email acaba sendo importante.

Mas lembre-se de todas as outras dicas sobre este assunto. Use-as com sabedoria e cautela!

16. Não dispare e-mails todos os dias

Você não gosta quando uma empresa lota a sua caixa de entrada, gosta?

A sua base também não vai ficar contente se você fizer o mesmo.

Por isso, o planejamento é essencial, já que a frequência no disparo também é analisada e planejada.

17. Mas enviar poucos e-mails também não é bom

Não é porque você não precisa sair disparando milhares de e-mails para seus contatos que não é para enviar.

Como disse no tópico anterior, possuir uma frequência é importante, já que o email marketing serve para manter um relacionamento com o seu cliente.

Que tal no momento de cadastro do seu lead, você oferecer a opção dele escolher essa frequência?

Te garanto que a taxa de aceitação será bem maior.

18. Segmente agora a sua lista de contatos

Já falei sobre os seus leads terem interesses diferentes.

Analisar o caso de cada cliente e organizá-los por segmentos é uma ótima estratégia para se obter o resultado desejado.

Dicas de email marketing

19. Não ultrapasse a quebra de pagina

A quebra de página é aquela parte da tela que você visualiza sem precisar rolar a mensagem.

Portanto, tente deixar o conteúdo apenas nessa página, principalmente se houver CTA’s na mensagem!

A dica de ouro aqui é utilizar apenas uma coluna — sempre trás ótimos resultados.

20. Defina KPI’s para a campanha

KPI significa indicadores-chaves de performance.

Ele serve para medir o desempenho e resultado de uma ação. E para encontrar esses indicadores é fácil. É só selecionar as métricas relevantes para campanha de email marketing e passar a acompanhar com certa frequência.

Assim é possível medir se o seu investimento realmente está tendo retorno.

21. Se organize para não enviar mensagem que contradiz outra oferta

Ocorrer erro no momento de disparo de email marketing é um problema que se dá ao excesso de frequência de e-mails.

As vezes algumas mensagens são enviadas com ofertas ou características diferentes de outros e-mails enviados anteriormente.

Isso provoca uma certa confusão para quem recebe e ainda pode diminuir a confiança do seu lead com a sua empresa.

22. Uma pessoa de verdade precisa assinar as mensagens

Seus clientes não querem conversar com um robô.

Por isso, é bom uma pessoa da sua equipe assinar os e-mails para transmitir confiança e proximidade com quem recebe.

23. Não esqueça do famoso “PS”

Depois da sua mensagem de e-mail marketing ser escrita, que tal aproveitar para utilizar o famoso PS no final?

Com ele, você pode oferecer um conteúdo mais completo do assunto principal ou até um desconto especial.

Exemplos: “PS.: Separei este artigo para você aumentar de vez as suas vendas.” Ou “PS.: Temos um desconto deste produto esperando por você!”.

24. Sua mensagem deve ser pessoal

O que eu quero dizer é que seu email precisa parecer que foi realmente escrito para quem está lendo.

Escrever de forma pessoal e adequar o email para a etapa correta do funil de vendas é essencial.

25. Faça testes!

Não existe uma ferramenta de adivinhação do que suas leads gostam ou desejam.

Por isso, testar é extremamente importante para conhecer a sua base de contatos.

Com uma análise você consegue definir qual CTA, imagem, formato, texto e oferta os leitores preferem.

26. Monitore suas campanhas de email marketing

Já falei ali em cima sobre os KPI’s e como você consegue dados para melhorar a sua performance de email marketing. E para isso, é preciso monitorar constantemente cada etapa da sua campanha.

Depois de analisar os dados, é hora de otimizar as suas ações com as informações que você analisou.

Essas são algumas dicas para suas campanhas de email marketing dar o retorno esperado. Conseguir acompanhar o processo da campanha e poder otimizá-lo quando precisar é essencial.

O post 26 dicas de email marketing que vão melhorar os seus resultados apareceu primeiro em Alaska Marketing Digital.