O que precisamos saber antes de discutir política

Imagem Original: The Odissey Online

Já que voltamos a falar de política, é muito importante sabermos o que ela é, qual a sua importância em nossa sociedade e para onde podemos evoluir usando a política. Podemos assim, de forma sucinta, olhar com a lente de Fiorin, renomado professor e linguista brasileiro, e entender que, “assim, a política diz respeito ao poder, ou melhor, aos poderes. Isso permite incorporar à política não só o que está dentro do campo da aceitabilidade tradicional desse termo, mas também todas as relações de poder que se exercem na vida cotidiana”.

Dos antigos gregos até os pensamentos contemporâneos, entendemos como usar a política de maneira correta. A política surgiu a partir do termo pólis, que denomina as antigas civilizações gregas e início das chamadas cidades-estados. Esse conceito de uma população que habita um espaço demarcado, contendo um conjunto de leis e regras que prezam pelo bom convívio do todo, nos caracteriza, desde o período arcaico, como animais politizados. Aristóteles em suas reflexões já considerava que, “o homem é um animal político, pois é levado à vida política pela própria natureza”. 
 
Aristóteles baseava a política sobre o conceito de coletividade em que vivia. Da mesma forma em que o estado é superior ao indivíduo, o indivíduo faz parte dele e de suas decisões, e sem o indivíduo, o estado não existe. Sendo assim, para a continuidade do estado, ele deve cuidar das necessidades de cada pessoa, o que faz da política uma ferramenta para esse ciclo. 
 
Hoje em dia a política está ligada diretamente ao poder. Diferente da religião ou da filosofia, a política não deve conter ligações a valores e fins, e sim, a pessoas e meios. Sem perder a noção de nossa coletividade, fazer política não é defender ideologias ou teses, mas sim estudar a escolha de colocar e tirar pessoas no poder do estado. 
 
É extremamente importante estarmos conscientes diante do poder que temos de escolher quem fica e quem sai, e em meio a esse movimento, é importante, também, sabermos interpretar e entender o discurso que nos é pregado.

O discurso possui uma influência política na construção da consciência das pessoas, e é exatamente nesse processo de construção das nossa consciência e das nossas opiniões que devemos nos atentar, e antes de tomar uma decisão, é preciso que façamos uma reflexão de onde vem esse discurso, para quem é dirigido e a quem vai interessar, e, consequentemente no que irá atingir e quais serão suas consequências.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.