O que o estrangeiro deve saber para entrar no Brasil

Você talvez saiba como viajar para o exterior, mas já parou para pensar como os estrangeiros fazem para entrar no Brasil?

Passaporte americano. Foto: Banco de imagens.

Nunca foi tão fácil e barato viajar para outros países. Nas últimas décadas, viagens a lazer e trabalho, e mudanças em definitivo para morar em um país diferente do de origem, tornaram-se mais comuns. Vários países exigem o visto que é uma liberação prévia para a entrada no país e histórias sobre a dificuldade ou burocracia para consegui-lo aqui no Brasil são comuns. Mas você já se perguntou o que um estrangeiro deve fazer para ingressar no nosso país?

Para um estrangeiro entrar no Brasil é necessário que ele tenha todos os documentos legais e, dependendo do país de origem, o visto. Os documentos são os seguintes:

Dos 33 países que mais recebem brasileiros, apenas seis exigem visto. A necessidade do visto para entrar no Brasil também é relativa, depende de acordos bilaterais entre países. No caso de países que não exigem visto para brasileiros, o Brasil também não o faz. São os casos de Grã-Bretanha/Reino Unido, África do Sul, França, países do Mercosul e entre outros.

O visto é um documento de autorização federal e pode ser feito em qualquer consulado brasileiro no estrangeiro. O tipo varia de acordo com a finalidade da viagem – turismo, trabalho, imprensa etc. A taxa a ser paga e a validade do visto também estão atrelados ao seu tipo.

Para o estrangeiro que quiser fixar residência no Brasil, exercer atividade profissional ou estudar, a quantidade de documentos necessários é um pouco maior:

  • Documento de viagem válido;
  • Visto;
  • Cópia do Cartão de Entrada e de todas as páginas do Passaporte, conforme o caso;
  • Duas fotos 3x4, recentes, coloridas, com fundo branco, sem adornos e em posição frontal;
  • Comprovante bancário de pagamento da taxa devida para a emissão do documento através da Guia de Recolhimento da União (GRU).

O imigrante deve levar esses documentos à unidade da Polícia Federal mais próxima de onde for fixar a residência, no prazo de até 30 (trinta) dias contados da entrada no país e também para adquirir a Cédula de Identidade de Estrangeiro, que é necessária para que o estrangeiro seja reconhecido em território nacional. Lembrando que no caso de ingresso no Brasil para fins de turismo, negócios, atividades esportivas e artísticas, não serão exigidos o registro na Polícia Federal nem a expedição de Cédula de Identidade de Estrangeiro.


Escrito por Ana Paula Brandão


Volte à página inicial da ALDEIA GLOBAL

Volte à página inicial do FURO NO MURO DIGITAL

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Aldeia Global’s story.