22.03

Por todos os beijos que eu dei. Por todos os “eu te amo” que falei. Por todos os abraços que compartilhei. Por cada lagrima que caiu. Por todo arrepio que você sentiu. Por todas as declarações que fizemos. Por todas as canções que dedicamos. Por cada colchão que compartilhamos. Por toda piada sem graça. Por tudo que magoou, mas que passa. Por todas as brigas sem motivo. Por todos os corações partidos. Por cada rumo tomado. Por cada desculpa rasgada. Por cada sono roubado. Por cada amor, bem amado. Por cada sonho conturbado. Por cada plano mal estruturado. Por cada despedida sofrida, e por cada reencontro emocionado…

Eu amo…

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.