Chama na responsa.

Hein, piquinininho
o mal do século é a falta de chamada na responsa.

Niguém assume é porra niuma. 
Fica todo mundo se tirando a responsa, igual adolescente de condomínio.

Por isso pixo de Ipanema faz sucesso: não fui eu.

Não fui eu é a maior definição das porra que a gente é. Nada diz mais sobre geráu que essa porra desse pixo. Nunca é eu, tu tá generalizano, tu tem ódeo, generaliza, gerere,

ninguém se cobra na frente do espelho, ninguém para e porra

não foi só o José Mayer, fui eu, foi meu pai, foi meu irmão, é os homem todo, todo mundo home tem que chamar a responsa das merda que a gente faz, as amiga tudo esplanando a gente o vagabundo pato purific da porra chega no comentário e AH MAS EU NAO FASSO

nem zé maia assume, não foi ele, foi a GERAÇÃO, foi ele reproduzindo, porque esse negósso de botar mão na xereca não pode de uma semana pra cá, é NOVIDADE, ainda não deu pra passar memorando na firma dizendo que as regra mudou

porque em 1980 era um trem de gente andando na rua um com a mão na xereca da otra SEMPRE FOI DE BOA MINHA GERAÇÃO SEMPRE

quando não é isso

os PM TU TA GEREERERERELIZANO PM ÇUAV, PM ERÓI, Dinho disse que PM assassinou a menina,

DINHO. ESTAVA. CERTO.

porque tem até link da perícia que diz >>> http://g1.globo.com/…/pericia-aponta-que-um-dos-tiros-que-a…

mas coitado dos PM guerrero, FODACE
não me comove PM morrer, ZERO DOR, me comove aluna DENTRO DA ESCOLA TOMANDO BALASSO DE VAGABUNDO FARDADO

os pm ta morrendo ELES MERMO TÃO PROCURANDO A PROPRIA MORTE
FIZERAM ACORDO COM TRAFICO, CRIARAM MILICIA
SALARIO DO PECADO É A MORTE
SE MISTURA COM PORCO FARELO COME

os cara não é homem de assumir: FUI EU,

porra

FUI EU MERMO QUE DEI O TIRO
FUI EU MERMO QUE PASSEI A MÃO NA BUCETA
FUI EU MERMO QUE SOU RACISTA

pede abaixo assinado, abaixo assinado é o caralho, tinha que levar gerau pro enquadro de surra na cara no alto do areal pra NUNCA MAIS ser homem pra nada e nao sair por aí dando tiro de COVARDE em menor, seus safado

Todo mundo precisa, enquanto grupo, enquanto representatividade, chupar a manga coletiva das merdas. Até que ano vai demorar pra entender que não podemos nos valer de exceções para nos responsabilizar enquanto atores coletivos no tempo e na história?

Quando é que o individualismo ou a seletividade do “not all” vai parar de se perpetuar em temas que exigem assunção coletiva?

Por isso a esquerda tem errado. Porque não assume coletivamente seus erros. Por isso brancos erram. Porque não assumem coletivamente seus erros. Por isso a igreja erra. Porque não assume coletivamente seus erros. Por isso a PM erra, porque não assume coletivamente seus erros. E podem ser mulheres, brancas, feministas. E podem ser gays. Brancos e privilegiados. Que em muitos casos, continuam promovendo racismo em suas falas e ações. Todos nós precisamos, como bando, como grupo, assumir, caras. TODOS.

Olha, deixa eu te explicar uma coisa, e como a minha banda toca: eu ouço calado TODAS as merdas feitas por homens. José Mayer é um problema meu. É uma merda. Eu leio coisas que me doem por semanas. Em algum momento na minha porra da minha vida eu vou ter que chamar a responsa. Eu assumo TODAS as merdas feitas por cristãos. Merda idem. Malafaia é um problema meu.

Culpa minha. Cê acha que é fácil, mano. Ouvir toda semana de um gay, uma lésbica, uma trans, que um crente espancou ele. Cê acha que é mole ouvir as minas amigas minhas espumando de ódio contra meu gênero, e eu tenho que ouvir na disciplina. Não levantar a mão e dizer que não tenho nada a ver com isso. A merda quando vem é pra todos, é que nem na cadeia.

Eu não me coloco como “recorte” ou exceção quando, diante de um momento histórico, pessoas do grupo a que pertenço fazem uma MERDA sem precedentes.

Quando Bolsonaro fala numa igreja, não só assumo, como projeto em todos os cristãos que fingem que não viram. Aí você critica os judeus que receberam o cara na Hebraica e aparece

A GRETCHEN DO NOT ALL DE PERNA ARREGANHADA QUE NEM UMA ARIRANHA E ESCRITO NO MEIO DE UM ARCO IRIS

NÃO 
FUI
EU

caralho tá gerau errado desde que nasceu, eu, tu, tua mãe, fica na disciplina, vai ali no canto, PENSA, PORRA, se arrepende dentro da tua cabeça, COMEÇA A FAZER UM OUTRO CAMINHO, não erra mais,

PARA DE DAR MAIS IMPORTÂNCIA PARA O QUE VÃO DIZER DE VOCÊ DO QUE PARA A PESSOA QUE VOCÊ SABE QUE SE TORNOU DEPOIS QUE MUDAR

FICA SEM EMPREGO, ZÉ MAIA
MAS VIRA UM SUJEITO DECENTE

é o pior texto que ja escrevi mas essa merda toda ta acontecendo porque 
ninguém ta assumindo suas proprias merda.

Chama
na 
reponsa.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Anderson França, Dinho’s story.