Kotlin — uma nova esperança

Eu estava bem confiante que no último Google IO (2016), seria anunciado o suporte oficial para Kotlin pelo Google. Infelizmente isso não aconteceu.

Havia nuita gente apostando que o Google iria suportar oficialmente Swift (!). Também não aconteceu.

O que eu vejo é que se o Google não faz nada, a comunidade toma as rédeas e tenta melhorar o que não está bom.

Este artigo foi escrito há uns 3 meses atrás (feveiro). Hoje, 17 de maio de 2017, Google anunciou no Google IO que dará suporte oficial a Kotlin para desenvolvimento Android.

Kotlin e outras linguagens para JVM

Só para ficar claro, Kotlin é uma linguagem que roda na JVM. Assim como várias outras linguagens: Clojure, JRuby, JPhthon, Scala, Groovy (https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_JVM_languages)

Particularmente, eu gostaria de desenvolver Android com Groovy pelos seguintes motivos — já se usa Groovy no Gradle, e Groovy já está na estrada a mais tempo.

A comunidade até tentou trazer Groovy como linguagem para desenvolvimento Android. Mas não deu muito certo, tinha bastante overhead. Acho que desistiram (acho pois não vi mais nenhuma notícia significante).

Hoje, vemos muito hype em relação a Kotlin. Um fato que ajuda isso é que a JetBrains, a empresa que faz o Androd Studio, é responsável pela linguagem.

Isso é bom. Vejo mais pessoas aderindo a Kotlin como linguagem alternativa a Java no desenvolvimento para Android. Quanto mais “barulho” Kotlin fizer, mais gente vai se interessar por ela.

Quem sabe o Google, juntamente com a JetBrains, adote Kotlin como uma alternativa OFICIAL a Java no desenvolvimento Android.

Com isso, as ferramentas, compiladores, ficarão “redondos” para que o usuário final só se preocupe com o que interessa — que é o desenvolvimento do app.

Google, Android e Java

O Google não abandona o Java como linguagem oficial por alguns motivos muito fortes.

1 — Todo o SDK do Android é feito em Java

2 — O mercado de desenvolvedores tem toneladas de desenvolvedores que sabem Java.

É muito mais fácil encontrar um desenvolvedor Java do que um Swift, ou Objective-C, ou Kotlin, ou Groovy.

Mas, como eu disse antes, a comunidade sempre toma as rédeas para melhorar o seu dia a dia.

Então pode ser que o Google tenha que “engolir” Kotlin como linguagem oficial e dar suporte a isso.

Lembrando que Kotlin e Java são intercambiáveis (compatíveis). Ora, no final das contas, tudo vai virar bytecode Java, que vai virar bytecode ART.

Ou seja, você pode ter no mesmo projeto, classes escritas em Java e classes escritas em Kotlin (não que eu aconselhe você a fazer isso — apenas saiba que isso é possível).

Ufa! Falei demais,chega.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.