Quebrando barreiras na primeira semana de um aplicativo em Angola

Meu primeiro aplicativo “Cinyur” para apple appstore Angola está finalmente disponível, e agora?

23 de Outubro de 2014, quase 2:00 da manhã, finalmente submeti a versão beta do Cinyur, o assistente pessoal de cinema para a apple appstore Angola. Foi muito estressante que nem teve um planejamento propício para o lançamento, pois eu já estava sob pressão e um pequeno estresse emocional. Foi mais como: — Vou lançar logo essa porr*. Desculpem-me pela linguagem.

Após ter submetido podia finalmente relaxar um pouco até ser aprovado. Era a primeira fase apenas, pois não me interessava apenas em ter terminado o desenvolvimento de uma versão do aplicativo, estava muito mais interessado em como ia gerir a parte do lançamento e se seria um sucesso uma vez que o mercado de aplicativos angolano é bastante pobre em aplicativos nacionais e se as pessoas iriam receber bem e como ia fazer para que chegasse ao maior número de pessoas possíveis.

31 de Outubro de 2014, recebo uma mensagem no email a dizer que finalmente estava disponível. Era na noite de uma sexta-feira e eu estava de namoricos que sorri ao ler provocando um ciúme bobo. — Que foi? O Cinyur foi aprovado, porr*******. Lembrando a cara sem sentido da minha namorada. — O que é Cinyur? perguntou ela…

“Minha outra namorada.” Respondi. De facto o desenvolvimento do Cinyur foi de muitas paragens que quando terminei esta versão, realmente o senti como um segundo relacionamento.

Quando cheguei à casa no mesmo dia tinha de lançá-lo logo e começar minha estratégia de promoção e/ou marketing e fazer uma boa gestão para os objectivos que queria atingir. Ter ele disponível na sexta-feira, logo no início do fim de semana já não achava muito bom, mas também não conseguiria esperar para lancá-lo na terça-feira pois estava emocionado e demasiado entusiasmado. Assim, lancei logo no mesmo dia e comecei na sexta-feira de manhã postando e avisando para todos os meus amigos nas minhas redes sociais, principalmente facebook e instagram.

No mesmo dia e pelo final de semana comecei a chatear os meus amigos para que me ajudassem partilhando com outros amigos e que se realmente gostaram do Cinyur escrevessem também uma “review”. E ao mesmo tempo fui lendo bastante, sites como Quora e a experiência que já adquiri observando e lendo muito sobre aplicativos e o acompanhamento que faço da appstore quase sempre ajudaram-me muito também.

Depois desse passo fiz minha estratégia de marketing em redes sociais. Criei os textos e comecei uma campanha gerida pelo Ads Install do facebook pelo que foi uma experiência totalmente negativa. Em mais de 2.777 de alcance e 1.96 USD gastos não tinha nenhum download do aplicativo. Cancelei logo!

Assim sendo iniciei a campanha promovendo o post do anúncio da página com uma imagem e fazendo um anúncio dirigido. Foi a melhor opção até lá. Conseguia “gostos” na página e downloads também. Obtive 29 downloads naquele dia, mas já tinha perdido um final de semana inteiro. Ou seja. Fracassado!

Foi então daí que iniciei outra campanha dirigida só que usando um vídeo que fiz do aplicativo postado na página do Cinyur no facebook.

https://www.youtube.com/watch?v=GNx2U6ez1mk

O interessante foi descobrir algumas coisas que o facebook não deixa muito bem esclarecido ou simplesmente é bastante ignorado. Uma opção que se encontra em opões avançadas e ainda assim com um texto confuso. Fiquei tão surpreso com aquela descoberta e com o buzz que o vídeo teve e passei a obter mais de 65 downloads diários. Isso era muito bom, e as pessoas que compartilhavam o vídeo recomendando o aplicativo ajudavam cada vez mais. Foi ainda muito engraçado ver minha vizinha recomendando o aplicativo. Aquilo fez o meu dia, porque ri muito com a situação.

Outro passo que já havia feito foi recolher contactos influentes para as redes sociais e imprensa angolana.

Mandei uma mensagem, o mais humilde possível a fim de obter resultados pois “já sabia das complicações que o angolano tem”.

Resumindo, ninguém me respondeu ou se pré-dispôs a ajudar nem com uma matéria em seus sites, blogs ou redes sociais. Até as pessoas que já conhecia ou julgava já terem alguma simpatia pelo meu trabalho. Mas eu precisava desses canais, mas não voltei a mandar uma segunda mensagem e entendi como funciona em Angola.

Ainda é mais fácil publicar uma notícia do passéio de um famoso com o seu cachorrinho ou duma garota dançando de cuecas numa festa.

Então descartei continuar com os canais ou bater portas. Aliás o ano passado quando lancei o Cinyur o buzz na imprensa, sites e blogs foi mais alto e este ano quando mais precisava não resultou.

Ainda assim foi 7 vezes melhor em uma semana do que havia obtido em um mês na primeira vez em 2013.

Sites como Platinaline, Menosfios, Jovensdabanda, entre outros…

https://www.youtube.com/watch?v=VtL-74x-Fps

Me virando sozinho.

Continuei testando e aprimorando minhas campanhas e conversando de forma emocional com os meus amigos. Aliás, nessa fase foram os meus amigos que tiveram um papel muito importante e eu próprio com o meu conhecimento.

No meio da semana o Cinyur entrou para o Top10 dos aplicativos de entretenimento da apple appstore angolana oscilando até vários dias seguintes entre as 6ª, 7ª, 8ª, 9ª e 10ª posições. E nas semanas seguintes foi caindo para o top 25, pois havia parado de aplicar o meu marketing e minhas campanhas foram abaixo com um problema que tive no meu cartão.

O melhor foi que eu não gastei muito com campanhas. Foram 9.00 USD no máximo. Imagino o que faria com muito mais, assim sendo estou planejando ainda mais para o Cinyur, trabalhando para as versões futuras e o melhor ainda é que não estou precisando de um marketing forçado pois as pessoas adoraram o aplicativo apesar de estar na versão beta.

Apesar das coisas não resultarem como esperava: sem ser publicado em sites, blogs, etc… Acredito que os resultados que obtive foram muito importantes para mim e acho que foram positivos tendo em vista o nosso mercado de aplicativos e se tratando da primeira semana. Pois nem acreditei que consegui aquele número de downloads e o engajamento que estava tendo dos usuários.

Aprendi muito nesta fase e vou continuar aprendendo e depois de algumas semanas o Cinyur foi publicado no Menosfios, infelizmente não foi uma “review” do aplicativo mas foi bom de ver que foi o único canal que apesar de não ser na primeira semana que eu mais precisava chegou a publicar alguma coisa sobre o Cinyur.

Estou feliz com os resultados. Pode e ainda vai ser melhor, pois essa é uma fase de amadurecimento por minha parte e também por parte de habituar os usuários com aplicativos nacionais disponíveis na apple appstore Angola. Espero que daqui para frente alguns canais amadureçam ao ponto de valorizar esse tipo de informação ou desenvolvimento independente da área, pois são jovens angolanos contribuindo de alguma forma para o desenvolvimento das TIs e produtos nacionais.

Meu nome é Amarildo Lucas fundador e desenvolvedor do aplicativo em questão, e se você gostou do meu artigo me siga no twitter onde eu partilho muito mais com links, ideias, recomendacões, futuros apps e recomende meu artigo e aplicativo para os teus amigos na sua rede social e pode continuar ou dar o seu feedback no post deste artigo na página da beezond no facebook ou contactar-me pessoalmente.

Faça já o seu DOWNLOAD: http://bit.ly/cinyurappstore

Like what you read? Give Amarildo Lucas a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.