O que fazer quando minhas postagens estão com menos Curtir no Facebook?

Pixabay

Recebemos essa dúvida na caixa de mensagens em nossa página do Facebook.

Resposta: A partir de setembro de 2013, o Facebook começou a mudar drasticamente seu algoritmo. Com isso, grande parte das postagens de páginas só aparecem no Feed de notícias se os administradores da página pagarem para impulsionar seus posts.

Hoje (agosto de 2014), é bem difícil receber atualizações de páginas em seu feed de notícias que não forem patrocinadas. Reparem nas postagens de seu Feed de notícias e notem se são patrocinados — ou seja, pagos.

A seguir, seguem exemplos de marcas que, mesmo com uma base grande de usuários, possuem interações cada vez menores:

Melhores Destinos: 2,229,422 Likes

Post 1: Ago/2013

Post 2: Ago/2014

Saldo final:

Ago/2013–322 Likes/102 comentários/88 Shares

Ago/2014–186 Likes/69 comentários/19 Shares

Petiscos: 174,837 likes

Post 1: Ago/2013

Imagem: Reprodução/Facebook

Post 2: Ago/2014

Imagem: Reprodução/Facebook

Detalhe que a foto usada em 2014 é bem mais chamativa do que a de 2013.

Saldo final:

Ago/2013–77 Likes/ 7 comentários/1 Share

Ago/2014–7 Likes/0 comentários/0 Share

Vale lembrar que, em um ano, essas marcas cresceram consideravelmente em número de Likes. Ou seja, o aumento na base foi desproporcional ao alcance na página do usuário.

O que fazer?

Nossa sugestão é pulverizar as ações, ou seja, não se restringir somente a uma mídia social. É importante pensar em uma estratégia que agregue outras mídias, como Email Marketing, disparo de SMS, Google Adwords, entre outros. O trabalho de um gerente de comunidade — aquele que faz o trabalho de formiguinha mesmo, divulgando em lugares específicos — também é eficaz em tempos de mídia pulverizada.

A dica também é usar softwares que gerenciem essa gama de opções. Conheça um desses softwares aqui.

Está com dúvida em mídias sociais? Mande sua questão por mensagem de Facebook ou email: contato@aokimedia.com.br

@tatiaoki


Originally published at aokimedia.com.br on November 21, 2014.