O que será, que será?

O que será, que será?

Que fiz e que deixei de fazer?

Que devo mudar ou continuar?

Que devo considerar ou desconsiderar?

Vamos pensar e analisar, assim poderemos modificar toda essa história.

No Segundo Challenge fiz equipe com o Eduardo, Juliano e Vinicios. Não tivemos nenhum grande problema de relacionamento entre os membros apenas problemas com o gerenciamento das atividades e tarefas destinadas a cada um. Claro que cada uma possuía uma função chave, sendo programador ou designer e eu como designer deveria ter me atentado mais a esse gerenciamento. Em muitos momento o Vini e o Juliano tomaram a liderança da equipe e resolveram esses problemas, o que foi ótimo, mas senti muito a falta de um gestor na equipe que ficaria vendo o trabalho geral e acompanhando o andamento de tudo, cheguei a comentar isso no CampFire no dia do Design Crit de Processo. Após a primeira conversa que tivemos com todos os designer da turma da tarde e eu quase chorei e ali pude desabafar como estava me sentindo, totalmente perdida emula ilha deserta e precisando de um amigo Wilson para desabafar e me compreender.

Depois dessa conversa , que eu até acho que poderia ter acontecido antes, eu me senti mais forte e com mais certeza que deveria aceitar uma possível liderança para o meu posto e decidi que no próximo Challenge tentaria liderar um pouco mais e assim me esforçar mais para aprender sobre Bussines, Gestão entre mil outras coisas.

Te contar, ser um pato não é fácil. Ok que sei me virar na água e no céu , mas pelo amor querem algumas vezes que eu consiga fazer tudo muito bem feito. E como eu me cobro muito, isso dificulta bastante , o que gostaria de dizer é que não sou mais um pato, eu virei uma banana tá?! Tá bom agora? Bananas não são tão cobradas eu acho….

No segundo Challenge eu fui mudando minhas estratégias conforme as coisas iam indo, nessa equipe estávamos Adonay, José e Gabriel. Tivemos alguns problemas no gerenciamento da equipe e tentei solucionar com plataformas online como o Pipefy e o Slack, isso ajudou um pouco a todos saberem o que estava acontecendo na equipe, no caso o que cada um estava fazendo e se estava cumprindo nas datas as suas atividades. Mas, mesmo assim os problemas de comunicação se mantiveram, mesmo eu tentando gerir isso. Meu erro neste momento foi não ter procurado um professor para me ajudar, eu achei que deveria dar conta de resolver os problemas sem os professores, por que temos a filosofia interna do Developer Academy de tentar solucionar sozinhos antes e achei que estava conseguindo solucionar da minha maneira, mas depois percebi que deveria ter pedido ajuda muito antes.

Novamente tivemos a reunião com os devigners e os professores e ainda acho que deviemos ter outras reuniões dessas, por que são como terapias em grupo e são maravilhosas. Foi inclusive por conta dessa reunião que eu tive coragem de ir pedir ajuda para o Daniel que me mostrou pacientemente as plataformas que utilizava para gerir e administrar tarefas, então foi neste momento que eu comecei a usar essas plataformas, no caso já era o final do projeto. Em alguns momentos durante este Challenge eu confesso estar sem paciência e cansada, vivo cansada ultimamente e acabei não insistindo tanto no trabalho em equipe. Fazia o mínimo de tentar saber o que estava acontecendo e tentar ajudar de alguma maneira.

Para este novo Challenge eu pretendo desde o inicio realizar um planejamento e conseguir seguir o mesmo. As pessoas deste novo Challenge se comunicam muito bem e acredito que não teremos problemas de comunicação interna. Como neste Challenge iremos trabalhar com jogos acredito que precisarei ajudar um pouco mais na criação e no design e isso vai me deixar muito feliz.

Com certeza algo que eu farei dessa vez será pedir ajuda pessoalmente para os colegas devigners de outras equipes e para os professores.