Primeiros Passos na jornada do “nihongo”

Não sei nada de japonês, por onde eu começo?

fonte: www.pipolltravel.com.br

Bom, a ideia é dar algumas dicas e referências de conteúdo como uma espécie de “Passo-a-Passo” e “bússola de conteúdo” para aqueles que querem aprender a língua japonesa.

Respondendo aquela questão deixada abaixo do título.Qualquer pessoa que tenha pelo menos uma noção básica da língua japonesa, certamente vai te dizer:

Aprenda primeiro Hiragana e Katakana!

E de fato é isso. Ok, mas o que são esse Hiragana e Katakana afinal?

Eles fazem parte do sistema de escrita japonesa juntamente com o Kanji. O Hiragana/Katakana são silábicos, sendo que cada sílaba representa um som.

Hiragana (ひらがな)

fonte: aulasdejapones.com.br

Dentre os três sistemas de escrita esse é o que você deve aprender primeiro. Com ele que é possível escrever todas as palavras do japonês. Ele possui 46 caracteres.

Katakana(カタカナ)

fonte: aulasdejapones.com.br

O Katakana é utilizado para se escrever nomes estrangeiros e palavras incorporadas ao vocabulário japonês oriundas de outros idiomas. Assim como o Hiragana também possui 46 letras e seus sons são idênticos aos do Hiragana.

Kanji(漢字)

Cor preta: Kanji — Cor Azul: Hiragana — Cor Vermelha: Katakana — Cor Cinza: Romaji— Cor Verde: Significado em Português

O Kanji é de origem chinesa e diferente dos sistemas de escrita anteriores ele é ideográfico(representa ideias). Este é o sistema de escrita mais complexo dos três, portanto esse é o último a se aprender.

Com certa dedicação é possível aprender Hiragana e Katakana em 1 semana cada, ou até menos (apesar de não conhecer ninguém que tenha o feito).

Romaji

O romaji(não é romanji, como muitos chamam por aí), grosseiramente não é nada menos que a forma de escrever uma palavra japonesa utilizando o alfabeto ocidental.

Macetes para otimizar o aprendizado

Dica #01 — Livro

Leia o livro Desvendando a Língua Japonesa do Luiz Rafael e quando eu digo pra ler, é para ler,reler uma vez,duas, quantas vezes forem necessárias até fixar todo o conteúdo.

Este é e-book gratuito e de qualidade que te fornece toda a base de japonês. Se calhar você consegue até aprender seus primeiros Kanjis. Depois quando você tiver mais domínio do Hiragana você pode desbravar o site aulasdejapones.com.br conteúdo é o que não falta.

Dica #02 — Aplicativos para Dispositivos Móveis

Aplicativo Hiragana

Utilize aplicativos de celular para te auxiliar no aprendizado onde estiver. Os melhores nessa etapa de aprendizado são o Hiragana e Obenkyo, ambos estão disponíveis na Google Play.

Aplicativo Obenkyou

Dica #03 — Metodologia de Estudo

Essa é a parte mais importante e onde o céu é o limite. Tente pensar em formas criativas de estudo, em que você se sinta confortável e te motive.

Por exemplo, eu usei duas formas, letras de músicas e escrever em papel(caderno e etc).

Hatsune Miku — Hirari Hirari

Procurava minhas músicas prediletas em romaji (sistema de escrita “ocidentalizada”) e as transcrevia para hiragana/katakana. Em paralelo eu praticava escrevendo em papel treinando…

Dica #04 — …a ordem dos traços de cada letra.

E antes que pergunte. Sim, isso é necessário e vai te ajudar muito mais tarde.

な (na)

Dica #05 — Abandone o romaji o quanto antes

O romaji é um recurso para ajudar a nós (estrangeiros) a compreender melhor a língua japonesa no início de aprendizagem, utilizando o nosso alfabeto romano no qual estamos familiarizados. A partir do momento em que você já aprendeu o Hiragana não faz mais sentido você fazer uso do romaji, isso irá somente te atrasar.

E chegamos ao fim do post, espero que tenham gostado!

Até a próxima ;)