ÁGUA

ADVINHADOR DE ÁGUAS — Chhachhi, Sheba

Água é uma exposição que começou em novembro e possuí 31 obras de 23 artistas contemporâneos do mundo todo. Com concepção e curadoria de Adelina Von Furstenberg, a exposição tem o objetivo de mostrar a necessidade da água, sua presença nas coisas e criticar a forma como a água tem sido tratada ao redor do mundo, mas principalmente seu uso como produto.

A exposição consiste em quatro salas de vídeo montadas de diferentes formas, uma imitação do fundo do mar em uma pequena sala, e dois galpões com obras diversas.

Mais de uma obra me chamaram a atenção. Em especial algumas que se encontram no começo da exposição. Posso citar Aqua Plantae, uma coleta da agua ao redor do mundo em pequenos vidros idênticos colocados em um painel de led que imita o reflexo d`agua e seus movimentos.

AQUA PLANTAE — Montani, Carlos

Ou até mesmo “Mais um jardim, mais um circulo” um jardim de cinzas moldado pela artista Maria Tsagkari onde o papel do jardineiro deixa de existir, pois se regar(cuidar) as flores, elas desaparecem. Um dos objetivos da obra é mostrar efemeridade.

MAIS UM JARDIM, MAIS UM CÍRCULO — Tsagkari, Maria

Uma das obras mais interessantes é “Mona Lisa” de Laura Vinci, composta basicamente de diversas bacias de vidro cheias d’agua que são constantemente aquecidas por fios de cobre. A obra se encontra numa sala fechada o principal impacto é na qualidade do ar.

MONA LISA — Vinci, Laura

Nada nessa exposição basta apenas um relance. Tudo precisa de uma leitura, de um pensamento, de um olhar mais profundo. Profundo assim como a água. Cada obra quer passar um pouco mais do que parece, você só precisa sair da superfície.

ARRASTO — Moscheta, Marcelo

Sesc Belenzinho — R. Pe. Adelino, 1.000.

Ter. a sáb.: 10h às 21h.

Dom.: 10h às 19h30.

Até 18/02/2018.

Livre.

GRÁTIS

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.