Dan Graham

Por Nicolas de Camaret

Selfie na obra

Primeira coleção individual de obras do artista norte americano Dan Graham no Brasil. Com seis maquetes e um “pavilhão”. Assim como apresentação de dois filmes em parceria com o MIS: “Dan Graham: Rock My Religion (1983–1984” e “Don’t Trust Anyone Over 30 (2004)”.

O Dan Graham começou sua carreira artística trabalhando numa galeria de arte em Nova Iorque onde foi representante comercial de artistas renomados como Donald Judd, Robert Smithson, Dan Flavin e Ward Jackson. É possível ver a influência desses artistas no trabalho do Dan Graham. As obras de artes minimalistas de Judd, com linhas simples e delicadas. A brincadeira com as luzes e os reflexos de Flavin. Mas a maior fluência vem do artista Richard Serra, um dos pioneiros nessa arte de misturar Arte com Design (ou vice-versa).

O mundo de arte e o mundo de design sempre andaram paralelos um com outro. Graham sempre tentou demonstrar isso através das suas instalações, e principalmente seus pavilhões. Um pavilhão é normalmente um local reservado para expor obras de arte, porém muitas vezes o próprio pavilhão é uma obra de arte.

Pavilhão “Wave Form I” 4x5m

As obras de Graham, preenchem todos requisitos para serem consideradas belas obras de arte e ao mesmo tempo preenche todos requisitos de uma obra de design, as obras possuem funcionalidade, desenho industrial e uma habilidade técnica complexa. A obra “Wave form I” ocupa uma sala nos fundos da galeria, feita de aço inox e vidro, é possível entrar dentro da obra e conhecer seus espaços internos. Os painéis vidro arredondados criam reflexões interessantes que mudam de acordo com o ponto de vista.

Pavilhão “Wave Form I” 4x5m

Nesse sentido essa obra é viva, ela está em constante mudança, você nunca vai ver o mesmo reflexo duas vezes, porque sempre haverá alguma alteração como na luz ou no local que o espectador se encontra. Infelizmente essa obra está exposta numa sala fechada, como paredes brancas, limitando as possibilidades de reflexos. Em termos de design essa obra é extremamente complexa. Produzir vidros arredondado desse tamanho é uma tarefa extremamente complexa e requere um repertório técnico. O acabamento em aço inox está perfeito, sem nenhuma marca de solda ou encaixe.

Maquete

Quanto: Entrada Grátis

Quando: segunda a sexta: 10–19h

Onde: Galeria Nara Roesler (Av. Europa, 655)

Até quando: 16.9

Links relacionados: https://nararoesler.art/exhibitions/115

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.