As ruas têm história

Rua Barão de Taquari

No bairro do Cursino , na Prefeitura Regional do Ipiranga, está localizada na Rua Barão de Taquari, em homenagem a um dos heróis da Guerra de Independência do Brasil.

Manoel Jorge Rodrigues, o Barão de Taquari, nasceu em Lisboa em 23 de abril de 1777. Filho de Jerônimo Rodrigues e Joana Maria da Conceição Rodrigues, Deveria ter seguido seu pai na carreira comercial, porém preferiu entrar para o exército português aos 17 anos, acompanhando toda a Guerra da Península de 1807 a 1814.

Devido sua participação na luta contra Napoleão, recebeu as maiores condecorações militares anglo-luso-espanholas, tornando-se Tenente Coronel. Veio então ao Brasil em 1815, para participar das Guerras do Sul com a Divisão de Voluntários Reais, comandada pelo Tenente General Carlos Frederico Lecor.

Três anos depois, como governador da Colônia do Sacramento, na Província Cisplatina (hoje cidade de Colônia, no Uruguai), defendeu Dom Pedro I e a Independência do Brasil, o que lhe valeu receber a promoção de brigadeiro na recém-criada Imperial Ordem do Cruzeiro do Sul.

Barão de Taquari (primeiro), da coleção Museu Histórico Nacional. Fonte: Wikimedia Commons.

Nos anos seguintes, foi promovido a Marechal de Campo, assumiu o comando das armas da província do Rio Grande do Sul e logo depois foi removido para idêntico cargo na província de Minas Gerais. Em 1835, foi nomeado presidente e governador das armas do Pará, mas foi dispensado por carta imperial de 14 de novembro do mesmo ano, recolhendo-se à Corte e sendo graduado ao posto de Tenente General.

Entretanto, a Guerra Civil no Rio Grande do Sul preocupava seriamente a atenção do governo da Regência. Manoel Jorge Rodrigues foi colocado, então, por decreto de 23 de maio de 1839, no comando-em-chefe do exército.

Elogiado pelos serviços prestados no Sul, em 1842 assumiu o cargo de governador das armas da Corte. Recebeu o título nobiliárquico de Barão de Taquari em recompensa dos longos serviços por decreto de 25 de março de 1845. Faleceu em 14 de maio de 1845, no Rio de Janeiro, e foi sepultado nas catacumbas da igreja de São Francisco de Paula.

Em 1977, no evento de comemoração do Bicentenário do Barão de Taquari, José Bueno de Oliveira Azevedo Filho (Bueninho), filho do casal Conde e Condessa Vicente de Azevedo e então presidente da Sociedade Brasileira de Educação e Integração, entregou Outorga da Medalha Comemorativa do Bicentenário.

Medalha “Barão de Taquari” da coleção José Bueno de Oliveira Azevedo Filho. Fonte: Museu Vicente de Azevedo.

Em oito de dezembro do mesmo ano, a Rua Barão de Taquari foi oficializada pelo decreto nº: 14.797.

Rua Barão de Taquari.

Outras histórias como essas são preservadas no Museu Vicente de Azevedo.
Caso tenha curiosidade sobre alguma rua de nosso bairro, fale conosco!

Tel .: (11) 2215–6900 E-mail: museuvicentedeazevedo@funsai.org.br

--

--

--

Conheça a história por trás de ruas do Ipiranga, de São Paulo e região metropolitana que possuem ligação com José Vicente e FUNSAI

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Museu Vicente de Azevedo

Museu Vicente de Azevedo

O MVA é um espaço de divulgação, reflexão e preservação da história da família Vicente de Azevedo, sua obra social em especial no Ipiranga

More from Medium

LOOKING TO NATURE FOR INNOVATIVE SOLUTIONS

Conscious Consumerism: A Luxurious Failure

Discover ALEO

Sprint 2: Making Sense of “Here” and “Now”