No Lar Batuíra, algumas voluntárias se organizaram para pintar as unhas das vovós (Gabriella Tavares/Comunicadores Atados)

Voluntários do Grupo Sol visitam abrigos de crianças, lares de idosos e hospitais

Texto escrito pela voluntária Heloísa Hernandez e fotos da voluntária Gabriella Tavares para o projeto Comunicadores do Atados

Todo primeiro sábado do mês é Dia de Sol: é quando um grupo de voluntários se reúne para visitar abrigos infantis, lares de idosos e hospitais, auxiliando cerca de quatrocentas pessoas.

O ponto de encontro é o estacionamento de um supermercado, na Vila Maria, zona norte de São Paulo, em dois horários, às 8h30 e às 13h30. Lá, os padrinhos e as madrinhas de cada casa falam um pouco sobre a instituição e os voluntários escolhem as casas com as quais mais se identificaram, dividindo-se em grupos para conhecer asilos, orfanatos e hospitais, doando-se da forma como puderem: em uma brincadeira, uma conversa ou um simples olhar carinhoso.

Na sede do Grupo Sol, um desenho feito pelos voluntários, expressando o que esse trabalho representa para eles (Foto: Gabriella Tavares/Comunicadores Atados)

Esse contato do voluntário com realidades diferentes das suas é considerado como o primeiro passo para despertar a consciência social, valor fundamental para o voluntariado, e é nessa visita também que são distribuídos alimentos e materiais de primeira necessidade às casas assistidas.

Recebem as visitas os atendidos pelos abrigos infantis Casa de Amparo Tia Marly, Lar da Criança Frei Leopoldo, Instituto Solid Rock Brasil e o Projeto de Incentivo à Vida; os lares de idosos Lar Batuíra e Lar do Idoso Augusto Neves; e dois hospitais para pessoas especiais, a Associação Cruz Verde e a Fraternidade Irmã Clara.

Essa é apenas uma das ações desenvolvidas pelo Grupo Sol, uma associação beneficente sem fins lucrativos que surgiu com a iniciativa de Andréa Morganti Thompson, que, junto a duas amigas, começou a distribuir balas nos semáforos de São Paulo, no Natal de 1996.

Pouco tempo depois, ao receberem uma doação de mais de 60 kg de doces e 100 brinquedos, pensaram em criar uma associação para ajudar a diferentes instituições e distribuir as doações recebidas. Assim o Grupo Sol deu início às suas atividades.

Hoje, além da visita às oito instituições no Dia do Sol, o Grupo auxilia mais de quarenta instituições sócio-assistenciais cadastradas, organizando campanhas ao longo do ano para diferentes fins, como arrecadar cobertores, celebrar o dia das crianças, montar kits escolares e oferecer café da manhã a moradores de rua. São também promovidas palestras e cursos a comunidades em situação de vulnerabilidade social.

Todas essas ações têm o intuito de gerar valor sociocultural, emancipação, cidadania e qualidade de vida às pessoas atendidas pelo Grupo, com muita energia positiva e amor.

Todos os voluntários que escolheram visitar as vovós do Lar Batuíra, em uma tarde de sábado (Foto: Gabriella Tavares/Comunicadores Atados)

A campanha dos cobertores, por exemplo, é anual, e atende principalmente a comunidade de Jacupiranga e moradores de rua, para que possam se proteger do inverno rigoroso de nossa cidade com mais conforto e carinho.

O dia das crianças é voltado para as crianças de abrigos infantis e celebrado com um passeio ou festa, para que possam brincar e comemorar o dia com muita alegria.

A campanha dos kits escolares visa doar materiais a crianças de abrigos infantis e instituições cadastradas no banco de dados do Grupo Sol, tendo como objetivo arrecadar cerca de 2000 kits por ano. Essa é a campanha de maior volume de arrecadação.

O café da manhã, chamado de Café da Manhã com Sol, é organizado em parceria com o Instituto Construir, na praça Marechal Teodoro, todo terceiro sábado do mês. A partir das 7h15 da manhã, os voluntários oferecem lanches, bolachas, café e um kit higiene para os moradores de rua, que se organizam em fila. Para participar dessa ação, os voluntários têm de comprovar já terem participado de cinco visitas a instituições diferentes do Dia de Sol.

Há também o projeto Sol na Comunidade, que atende a crianças, adolescentes e familiares, de baixo nível de escolaridade e em situação de vulnerabilidade social, que vivem no Jardim Mirna, em Grajaú, São Paulo. São oferecidas quatro oficinas socioeducativas, trabalhando o desenvolvimento físico, cognitivo, social e emocional.

Todas essas campanhas são realizadas a partir de doações. Qualquer pessoa interessada pode se cadastrar como sócio solidário, realizando doações mensais a partir de R$ 30,00. No Dia de Sol, por exemplo, os próprios voluntários podem participar da compra dos mantimentos que serão entregues às instituições. O Grupo também recebe doações de iniciativa privada e realiza eventos, como pizzadas, para arrecadar fundos e também integrar os voluntários do Grupo.

É dessa forma que o Grupo Sol se propõe a transformar realidades, criar novos caminhos e amenizar dores, levando amor e alegria a partir do trabalho voluntário.

Conheça o Grupo Sol
Avenida Morvan Dias Figueiredo, 3231 
Vila Maria — São Paulo (SP)
Contato: (11) 2642–6584
Curta no Facebook