Um pouco de como contratamos

Leandro Johann
Apr 8 · 6 min read

Começando com um pouquinho de história

O nome ateliware vem de ateliê (que, creio, dispensa explicações) e ware, que é usado, principalmente em lojas, para indicar produtos do mesmo material ou tipo, como glassware, tableware e the kitchenware department.

Então queremos denotar que o nome da empresa tem a ver com ateliê, com coisas de ateliê, coisas feitas à mão, com muito esmero.

Então:

ateliê + ware = ateliware.

Bom, isso é para dar uma ideia quão importante é o significado do nome da empresa, o quanto levamos à sério fazer as coisas direitinho, com todo o esmero do mundo.

No ateliê, o artesão usa suas habilidades para desenvolver produtos dominando completamente os processos, sendo o responsável por cuidar de cada parte da construção, da escolha da matéria-prima à manufatura em si. Na ateliware também somos assim! O mesmo artesão de software que entende a demanda com o cliente participa de todo o ciclo, da descoberta à entrega. A versão "papo reto" desse fluxo de comunicação é: nada de telefone sem fio nas conversas, sejam elas dentro do time ou do time com o cliente, afinal o "time" inclui o cliente. Menos mimimi e mais papo reto sempre.

A respeito das nossas entregas para os clientes, ao longo dos anos criamos um framework de product delivery, baseado em fundamentos bem simples: experiment, fail, learn and repeat. O ponto é que acreditamos que criar produtos tem sempre uma parcela (normalmente beeem grande de pesquisa & desenvolvimento) e problemas vão ocorrer. Então a grande sacada não é lutar contra isso, mas transformar em uma oportunidade. A saída é fazer o projeto andar rapidamente, mas com entregas muito pequenas, porque aí as eventuais correções de rota também serão de pequena monta.

Parece tudo muito simples, e é! Mas nem sempre o simples significa fácil.
Por aqui, todo dia aprendemos um pouco mais, e apenas 1% melhor todo dia é muito mais que 30% no final do mês (lembra das aulas sobre taxas equivalentes?). E, aprendendo um pouco todo dia, estamos rumo a sermos uma das boutiques de software top 10 do mundo (sim, somos megalomaníacos).

Para dar uma ideia de como estamos preparados para seguir nesse caminho, a ateliware é também a casa de onde saíram produtos como o Pipefy e a Minestore. A Pipefy é uma empresa americana de soluções de lean process management com clientes em 150 países e Minestore é uma plataforma de e-commerce full SaaS, lindona e robusta com mais de 80 mil lojas criadas. Sabemos fazer coisas grandes, que aguentam o rojão, para altos volumes e ainda bonitas, fáceis de usar.


E contratamos para que áreas aqui na ateliware?

Nosso negócio principal é entregar produtos para o mercado, nossos clientes. Então nossas contratações giram ao redor dos principais perfis profissionais para construir esse tipo de software:

  • Engenheiros de software;
  • Designers de interface;
  • Designer de UX;
  • Product managers.

Claro que, como qualquer empresa, temos área administrativa e áreas de apoio, então demandamos também:

  • Time de vendas;
  • Time administrativo e financeiro;
  • Time de facilities;
  • Gerentes de projetos;
  • Copywriters;
  • Time de marketing.

O processo de contratação em si é relativamente simples. Para qualquer vaga fazemos alguns testes para entender o perfil da pessoa. Como tudo o que fazemos, não são testes quaisquer, mas testes que nasceram a partir de pesquisas científicas e que nos dão uma boa ideia de como o candidato se comportará com os pares, como lidará com a pressão e coisas assim.

Também fazemos um teste técnico, conforme a área da vaga. Resumindo: testes de perfil + teste técnico, conforme a área.

Hey, hey, hey, pera lá… Por conta dos testes de perfil, pode parecer que queremos só um certo tipo de pessoa, "adequado" ao nosso modo de ver o mundo. Não é isso. Aliás, é justamente o contrário. Usamos esses testes para descobrir coisas bem básicas, que afetam todos. Olhando de forma mais ampla, fazemos esses testes justamente para encontrar entre as pessoas mais fora da curva, das mais loucas vertentes aquelas com o mínimo para trabalharem bem em time e que demonstrem vontade de fazer acontecer, de fazer a diferença.

Então é tudo sobre diversidade, não sobre mais do mesmo. Queremos pessoas diferentes em todos os sentidos. Só com visões de mundo muito diferentes é que conseguimos fazer as coisas mirabolantes que fazemos. A graça toda está em ouvir pessoas com vivências e até expectativas diferentes. Então a sacada não é ter as respostas, mas fazer as melhores perguntas. E só o ambiente mais diverso possível ajuda a pirar em todas as perguntas que ninguém faz.


Tá, e quando publicamos uma vaga?

Depois de tudo isso deu para entender melhor a essência do que é trabalhar na ateliware? Quando publicamos uma vaga, pedimos que as pessoas observem alguns pontos, para saberem se faz ou não sentido entrar para o time.

Sugerimos aplicar se você…

  • Sabe que para crescer pessoalmente e profissionalmente, deve trabalhar e se dedicar muito, por muitos anos;
  • Quer trabalhar numa empresa com um ambiente sensacional, onde pode ser você mesmo;
  • Encara o seu trabalho como um chamado, não como um emprego. Calma, calma, continue lendo e vai ficar claro que não queremos tirar o couro de ninguém. Queremos pessoas com propósitos de deixar sua marca no mundo. Ainda que seja pequena, mas tem que ser positiva;
  • Reconhece que é fundamental trabalhar em equipe para ter sucesso;
  • Gosta de se informar e de estar por dentro das últimas tendências;
  • Faz as coisas bem feitas;
  • É humilde, tem garra e ajuda as pessoas sem querer nada em troca;
  • Tem uma perspectiva otimista do mundo.

E sugerimos não aplicar se você…

  • Aceita facilmente outro emprego somente porque irá ganhar mais. Tranquilize-se porque não queremos arrancar o couro de ninguém, ou seja, pagamos bem. Só não queremos ninguém só pela grana;
  • Fica se comparando com pessoas que ganham mais do que você e passa a acreditar que só pode ser feliz quando tiver um salário alto. De novo, você vai começar com um salário massa e vai subir rápido se tiver potencial;
  • Acha que irá morar com os pais para o resto da vida (Hahaha…. Desculpe, mas tínhamos que fazer essa piadinha!);
  • Trabalha torcendo para o final de semana chegar. Todo mundo torce para o final de semana chegar logo, até esse que vos escreve, mas a ideia aqui é sobre ter uma atitude positiva e fazer a semana ser produtiva (1% melhor todo dia, lembra?);
  • Reclama da empresa e da vida nas redes sociais. Ok, ok, todo mundo reclama e nem sua mãe diz o que você pode ou não postar nas redes sociais. De qualquer forma, bom senso é do bem e é isso que pedimos;
  • Dá ouvidos para pessoas que acham que ter sucesso na vida é moleza. Creia, é difícil pacas chegar lá, dá um senhor trabalho, mas é possível e estamos fazendo isso aqui, nem que seja apenas 1% ao dia (sei que isso tá ficando chato, mas a vibe é essa, de avançar sempre, nem que seja pouco);
  • Depois de 6 meses no trabalho, começa a achar que a empresa só funciona por sua causa. Não queremos heróis aqui, mas pessoas que gostem de trabalhar em um time, onde o time é mais importante que o indivíduo (mas também não pire a ponto de achar que ignoramos que cada um é cada um, diferente dos outros);
  • Se acha melhor do que os outros. Mais importante que se achar, é trabalhar para ser melhor que os outros. Isso exige uma postura suuuper humilde, de aprendizado contínuo;
  • Acha que consegue fazer tudo sozinho. É, mais uma vez, o papo de nada de heróis, tá?
  • É pessimista sobre tudo. Shit happens everywhere and all the time. Take it easy.

Hora de cair dentro

Bem, bem, bem… Gostou, se identificou? Se acha diferentão ou diferentona? Acredita em você a sabe que tem potencial para mudar o mundo, ainda que seja uma pequena mudancinha? Então cai dentro, vem trabalhar com a gente e fazer uma diferença gigante no mundo: somaremos um monte de pequenas mudancinhas e faremos um tsunami de coisas boas.

Visite nossa página principal em ateliware.com e acompanhe as vagas disponíveis em ateliware.recruitee.com.

ateliware

Nossas idéias e opiniões sobre engenharia de software, desenvolvimento de produtos, negócios, empreendedorismo e startups.

Leandro Johann

Written by

I'm a passionate programmer. I like to learn a little every day and I'm focused on creating software solutions for real people.

ateliware

ateliware

Nossas idéias e opiniões sobre engenharia de software, desenvolvimento de produtos, negócios, empreendedorismo e startups.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade