5 dicas para fazer um teste automatizado em Ruby com qualidade, chega de gambiarra!

Desde que comecei a trabalhar mais perto dos desenvolvedores aqui da AppProva vejo que eles têm uma preocupação muito grande com a qualidade do código e padrões de projetos. Aqui usamos várias ferramentas que auxiliam a verificar a qualidade do código e também temos um code review muito forte, onde todos do time analisam o código e o desenvolvedor só pode subir sua feature se 1 sênior e mais 3 desenvolvedores aprovem a sua feature, onde são analizados:

“Padrão de projeto, se seus testes unitários estão corretos, se seu código está complexo demais para outro dev entender, se o dev realmente fez o que tinha que fazer.”

Com tudo isso que eu vi, andei me perguntando será que nós Analistas de Testes/QA fazemos nossos testes automatizados com qualidade?

Depois que eu comecei a ajudar algumas pessoas, comecei a ver muitas pessoas fazendo testes automatizados de uma forma bem feia sem padrão de projeto nenhum, sem respeitar regras básicas, então resolvi fazer esse post para dar umas dicas para os analistas de testes/QA a melhorarem o código dos seus testes automatizados.

1- Procure a entender as melhores práticas de ruby.

Neste link você irá entender mais de indentação de código como fazer uma chamada de método correta, como declarar uma variável corretamente, entre várias outras coisas…

Código limpo sempre, porque pegar um código ilegível e horrível, a gente passa horas pra entender o que o fulano está fazendo.

2- Use ferramentas que analizem seu código.

Aqui na empresa usamos o code climate e rubocop como ferramentas de análise de código. As duas ferramentas juntas fazem uma ótima combinação, que irá ser pré code review do seu código e tudo que você fizer de errado, essas duas ferramentas iram reclamar e te mostrar possíveis soluções para o que você fez.

Assim você vai aprender bastante sobre ruby e melhoria contínua de código e com um ótimo padrão é claro.

“As duas juntas sao uma ótima combinação para analizar seu codigo e sugerir as mudanças adequadas”
fuuuuussssããããããooooooo!!!!!!

3-Peça que façam code review do seu código.

É muito importante que seu colega de trabalho faça code review do seu código,porque ele pode te sugerir que você faça de uma outra maneira melhor do que você fez ,vai te sugerir correções. Ah bruno mas na minha equipe de teste só tem eu. Simples peça para os desenvolvedores fazerem o code review do seu código. Viu que simples!

“Um code review bem feito pode evitar problemas futuros.”
Subi o teste errado!Voltaaaa!!!

4-Use Page Objects no seu projeto.

Vocês não sabem o quanto um projeto fica organizado e simples de se entender quando se usa page objects.

Na interface do usuário, existem elementos com os quais seus testes interagem. Um page object simplesmente modela esses objetos dentro do código de teste. Isso reduz a quantidade de código duplicado e significa que se a interface muda, a correção precisa ser aplicada em um só lugar.

Segue abaixo um link sobre a explicação de o que é um page object:

Para Ruby o page object mais usado é o SitePrism.

5-Leia a documentação do framework que você usa para automatizar!

Pare de fazer gambiarras, se você ler a documentação do seu framework você com certeza irá achar a solução para o seu problema, não saia por aí fazendo gambiarras horríveis no código, com certeza seu framework irá te dar soluções muito mais simples de se resolver.

Eu uso o capybara para fazer testes automatizados então abaixo tem o link do github do capybara e o segundo link tem a documentação do capybara com todos comandos possíveis.

ohh god!

E mais uma de Brinde!

6-Busque ajuda em grupos, faça networking!

Existe muita gente experiente por aí, faça networking,busque grupos de whatsApp,Slack,Telegram etc… Tem muita gente fera nesse nosso Brasil.

No link abaixo tem ótimas dicas de como se manter informado na área de qualidade.

Referências: