Cibersegurança é um desafio para pequenas e médias empresas.

Pequenas e médias empresas são alvo de criminosos cibernéticos e muitas enfrentam dificuldades em ter uma infraestrutura de segurança confiável e robusta; gerida por pessoal devidamente qualificado para administrar e responder às ameaças.

Recentemente, o Estudo Comparativo de Capacidades de Segurança da Cisco 2018 descobriu que mais da metade (54%) de todos os ataques cibernéticos causam danos financeiros de mais de US$ 500.000, incluindo, entre outros, a perda de receita, clientes e oportunidades, além de aumentar as despesas. Essa quantia é suficiente para deixar de fora, e para sempre, uma pequena e média empresa que não está bem preparada.

O Relatório de Cibersegurança para PMEs apresentado pela Cisco, que estuda os dados de 1.816 participantes de PMEs em 26 países, oferece uma análise do panorama que as organizações menores enfrentam na questão de segurança e quais recomendações ou ações essas organizações devem seguir para ajudá-las de uma forma mais eficaz.

Um fato relevante do relatório é que 53% dos entrevistados já sofreram um ataque. Isso geralmente tem um impacto financeiro duradouro em uma empresa, bem como as despesas associadas para limpar ou eliminar os danos causados.

Outros destaques são:

  • 30% das empresas de médio porte disseram que as diferenças custam menos de US$ 100.000, enquanto 20% delas disseram que custam entre US$ 1.000.000 e US$ 2.499.999
  • PMEs e organizações de médio porte enfrentam menos de 5 mil alertas de segurança por dia
  • Empresas de médio porte investigam 55,6% dos alertas de segurança.
  • Os cinco principais problemas de segurança para PMEs são ataques direcionados a funcionários como phishing (79%), ameaças persistentes avançadas (77%), ransomware (77%), ataques DDoS (75%) e a proliferação de BYOD (74%).

Fonte: https://www.cisco.com/c/pt_br/products/security/security-reports.html