Mind the Goat

E eu, inocente, que achava que a Bodebrown só sabia produzir cerveja boa …

A qualidade das cervejas é inegável. Quem acompanha o trabalho dos caras sabe do que estou falando. Mas confesso que não conhecia este outro talento até então oculto.

Esses dias fuçando o Vimeo achei dois vídeos que me chamaram bastante atenção pelo naipe da produção. E embora não sejam tão recentes assim, passado um pouco mais de um ano, achei que valeria muito compartilhar.

O primeiro, apresenta a Perigosa, uma Imperial IPA. A produção traz o conceito “Be Bold. Go Craft” que valoriza a cerveja artesanal:

O adjetivo imperial se refere a uma versão mais forte da IPA, com alto amargor. Criada em 2010, foi a primeira Imperial IPA do Brasil e premiada em várias ocasiões.

O segundo, “O Nascimento”, tem como objetivo mostrar como nascem as garrafas exclusivas da Bodebrown, criadas em parceria com a fabricante de vidros Owens Illinois (O-I):

Um dos pontos altos fica por conta do tom clássico dado pela utilização de “O Sole Mio” em ambas produções.

Eu que sempre fico que nem criança em parque de diversão quando vejo uma linha de produção, fiquei com vontade de me teletransportar para essa.

E perdi a conta de quantas vezes dei o play!


Pra fechar, uma curiosidade: Por que Bodebrown?

Sim, é isso mesmo.

Bode, uma homenagem à família de Samuel Cavalcanti (mestre cervejeiro e fundador) que por gerações criou bodes no interior de Pernambuco.

Brown vem do grande James. Um dia ele ligou para consultar sua avó, que o orientou a buscar suas raízes. Ao desligar o telefone estava tocando no rádio a música “I Feel Good”.

Da junção surgiu uma das marcas mais conhecidas do cenário artesanal nacional.


Gostou? Então é só curtir para que ele chegue a mais pessoas!

Confira também a nossa fanpage!