Dois PLs sobre gravidez e maternidade são encaminhados à Câmara dos Deputados

Senado Federal aprovou projetos de lei que pretendem ampliar direitos relacionados a gestação e consultas médicas

Alessandro Sasso
May 30, 2018 · 2 min read
Licença-maternidade no setor privado pode aumentar de 120 para 180 dias. (Foto: Pixabay)

Dois projetos de lei ligados à gravidez e maternidade foram aprovados no Senado Federal, em 4 de abril, e seguem para votação na Câmara dos Deputados. Trata-se dos PLs 72/2017, que amplia o prazo de licença-maternidade de 120 para 180 dias na iniciativa privada, e o PL 92/2017, que possibilita aos empregados se ausentarem por até dois dias do trabalho, a cada semestre, para acompanhar filhos menores de idade em consultas médicas.

Também faz parte da proposta do PL 72/2017 permitir que o pai trabalhador seja dispensado do serviço para acompanhar a gestante em pelo menos duas consultas e exames médicos. Já no PL 92/2017, o uso do benefício proposto seria livre de descontos no salário, das horas não trabalhadas, a partir da apresentação dos atestados de comparecimento às consultas.

Segundo o pediatra neonatalogista Marcelo Pavese Porto, da Sociedade de Pediatria do RS (SPRS), a possível ampliação da licença-maternidade reflete na amamentação dos recém-nascidos. “Permite que o aleitamento materno se desenvolva plenamente e que seja exclusivo até os 6 meses, o que em termos nutricionais é importantíssimo “ Além da prevenção de doenças: “Os bebês acabam não indo tão cedo para a creche e, portanto, não ficam tão expostos a infecções graves tão cedo. Além disso, aos 6 meses, boa parte da vacinação básica está feita, inclusive a da gripe”.

Outro fator a ser beneficiado é a saúde psicológica de toda a família. “É fundamental a participação do pai, desde a gestação e durante todo o crescimento do filho. É preciso apoio e amor durante a gestação e desenvolvimento da criança, principalmente, nos primeiros meses em que a carga emocional e de trabalho para a mãe é pesada”, conclui Marcelo Porto.

A licença-maternidade foi implantada pela Constituição de 1988, mas não garante à mãe estabilidade no emprego após o período. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domícilios, de 2015, do IBGE, é possível constatar a diminuição das mulheres no mercado de trabalho em relação à presença de uma criança na família.

Os projetos que pretendem ampliar as condições de cuidado dos pais em relação aos filhos foram aprovados pela Comissão de Assuntos Sociais e possuem autoria da senadora Rose de Freitas, que pertencia ao MDB e agora é integrante do Podemos (antigo PTN).

Beta Redação

A Beta Redação integra diferentes atividades acadêmicas do…

Alessandro Sasso

Written by

Beta Redação

A Beta Redação integra diferentes atividades acadêmicas do curso de Jornalismo da Unisinos em laboratórios práticos, divididos em cinco editorias. Sob a orientação de professores, os estudantes produzem e publicam aqui conteúdos jornalísticos de diversos gêneros.

Alessandro Sasso

Written by

Beta Redação

A Beta Redação integra diferentes atividades acadêmicas do curso de Jornalismo da Unisinos em laboratórios práticos, divididos em cinco editorias. Sob a orientação de professores, os estudantes produzem e publicam aqui conteúdos jornalísticos de diversos gêneros.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store