Eleven C oferece cursos para quem procura diferencial no currículo

Apostando na criatividade, escola de São Leopoldo tenta acompanhar as tendências do mercado

A decoração da escola chama a atenção pelos móveis clássicos. (Foto: Deivid Duarte/Beta Redação)

Há dez anos a Eleven C oferece cursos diferenciados em São Leopoldo. Autodenominada uma “Escola de Atividades Criativas”, oferece formações que vão dos fundamentos do desenho ao empreendedorismo. Fundada por um casal de jovens determinados, eles se envolveram em toda a organização da escola. Montavam e apresentavam as aulas, cuidavam das matrículas, faziam a divulgação e controlavam os gastos. Hoje, a empresa tem seis funcionários, mas o casal continua participando ativamente do negócio.

Aulas diversificadas

Para definir seus cursos, a escola está sempre conectada às tendências do mercado. Recentemente, passaram a oferecer treinamento de Mindsetting, uma espécie de “hack” do cérebro. Ministrado por Gabriela até entrar em licença maternidade, ele busca treinar sua “atitude mental” em relação a seus objetivos. Também oferecem aulas de Storytelling, que promete ao aluno “exercitar a criação de histórias impactantes para a comunicação em diferentes mídias”. Mateus se ocupa mais do cursos de softwares gráficos.

A Eleven C oferece cursos curtos, como as formações nos softwares de desenho digital Illustrator e InDesign, de 21 horas, e especializações mais longas, como Design Gráfico, de 126 horas. Para Gabriela, o objetivo sempre foi complementar a formação dos estudantes, tornando-os mais aptos para o mercado de trabalho. “Visualizamos vagas e identificamos o que as empresas estão buscando”, explica a proprietária. A maior procura, segundo ela, são de alunos dos cursos de comunicação.

Todas as turmas tem lotação máxima de seis alunos. (Foto Deivid Duarte/Beta Redação)

Metodologia

Um dos diferenciais da escola é a sua metodologia de ensino. Ela prioriza o melhor aprendizado: nenhuma turma tem mais de 6 pessoas e os alunos podem retornar sempre à escola para fortalecer seus conhecimentos e tirar dúvidas (mesmo depois de terem finalizado os cursos). Os professores estão sempre disponíveis para sanar dúvidas 30 minutos antes das aulas. Como o site da Eleven C promete, “Aqui os professores nunca se atrasam e não liberam mais cedo!”

Como começou

Jovens empreendedores, ela tinha 21, ele 22. Apesar da pouca idade no início do negócio, ambos já tinham experiência pedagógica. Gabriela já tinha dado aulas, pois dava cursos de informática básica no Senac/RS desde 2004. Aliás, o Senac foi também o principal cliente do negócio. Antes da escola ser fundada oficialmente em 2007, ela servia para dar treinamento de informática básica aos futuros profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial.

Infográfico mostrando a história de vida do empreendimento “Eleven C”, escola criativa localizada em São Leopoldo. (Infográfico: Deivid Duarte/Beta Redação)

Ela recém havia ingressado na faculdade de Análise de Sistemas, que mais tarde trancaria, assim como o Técnico em Informática e antes o de Eletrotécnica. Multidisciplinar, atualmente seus interesses são mais voltados à área das humanas.

A Eleven C ocupa hoje dois andares, mas começou pequena. A primeira sede foi na casa alugada onde o casal morava. No primeiro andar funcionava a escola, tendo apenas uma sala de aula; no segundo, a parte residencial. Como ela conta, o maior investimento foi em mobiliário. “Compramos seis computadores no crédito à vista, acabamos ganhando um bom desconto”, lembra a proprietária.

Em 2006, tinham apenas uma sala de aula. Dois anos depois, inauguraram um ateliê nos fundos. Em 2012, criaram outra sala. Logo perceberam que o imóvel precisaria ser reformado para suportar o fluxo de alunos. Ao invés disso, decidiram investir em uma nova sede. Foi em 2013 que a escola passou a funcionar em um das ruas principais da cidade, local que ocupa até hoje.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.