Pare de usar essa palavra quando estiver falando do seu produto

Eu já entrevistei pessoas, e participei de entrevistas, dezenas de vezes para cargos de gerente de produto. E depois de todas elas, eu sugiro que você pare de usar a palavra “valor”.

Por quê?

Porquê valor é uma palavra que não significa nada e, ao mesmo tempo, faz sua frase ter sentido. O resultado? Ninguém percebe que, na verdade, você não está dizendo nada e tudo fica ainda mais confuso.

Pense nessas perguntas:

Como você prioriza as demandas do seu produto?

Eu basicamente as ordeno de acordo com o valor de cada uma e ataco primeiro as que têm maior valor.

Por quê seu NPS está baixo?

O NPS está baixo pois não estamos entregando valor ao nosso cliente.

Ah! beleza! Não… pera… o que é valor?

Pode parecer uma pergunta inútil, mas a verdade é que muitas dessas respostas são dadas pois são frases prontas tiradas de livros. O Ágil trouxe essa palavra a tona, com a entrega constante de valor:

Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega adiantada e contínua de software de valor.

O que é software de valor? O que é valor para o cliente? Valor é a felicidade do cliente? Valor é a receita da empresa? Valor é o nosso lucro? Valor é o volume transacionado? Valor é o engajamento do usuário?

A verdade é que, para cada contexto, uma dessas definições de valor pode estar certa. Então, se uma palavra pode ser tão dúbia, em contextos tão próximos, eu sugiro que paremos de utilizá-la para melhorar a nossa comunicação.

Conclusão

Eu te desafio a ficar uma semana sem falar a palavra “valor” no seu dia-a-dia. Você vai ver que:

  1. É difícil e, se está difícil, é porquê você não sabe bem do que está falando.
  2. A partir do momento que começar a usar outras palavras, você criará muito mais discussões com o seu time.
  3. Seu produto vai ter um caminho mais claro e métricas mais saudáveis.

E aí, topa esse desafio?