Brouwerij ’t IJ: Amsterdam muito além dos coffeeshops e Heineken

Texto e fotos Bruno Dias


Quando se fala em Amsterdam logo vem em mente as prostitutas das vitrines do Red light District; os inúmeros coffeeshops espalhados pela cidade, onde se pode comprar e consumir maconha (e seus inúmeros derivados) livremente; museus como o de Van Gogh; e uma das cervejas mais famosas do mundo, a Heineken.

Mas quem busca algo que fuja do roteiro habitual dos turistas da cidade precisa conhecer a Brouwerij ’t IJ, uma cervejaria artesanal localizada a leste do centro de Amesterdam, entre Oostenburgergracht e Mauritskade.

Com cervejas orgânicas, a Brouwerij ‘t IJ (que significa “cervejaria do IJ”, bacia formada pelos rios Amstel e Schinkel, que cortam a cidade) tem sua simpática sede em um moinho desativado, em um predinho de tijolinhos, com um jardim externo bem aconchegante.

Ao chegar na Brouwerij ‘t IJ, peça pela degustação de seus cinco tipos regulares de cerveja (PLZEN, IJWIT, NATTE, ZATTE e COLUMBUS), que sai por uma bagatela de 5 euros. O atendente irá torcer o nariz com essa escolha, mas não se acanhe, pegue seus cinco copinhos de 250 ml, vá para uma das mesinhas do jardim e comece a brincadeira.

Elas são colocadas exatamente na ordem em que aparecem no tabuleiro de preços, indo da mais fraca PLZEN, com 5% de graduação alcoólica; e finalizando com encorpada COLUMBUS, que apesar de trazer 9% de teor alcoólico, é suavizada com sua carga especial de lúpulo, bem espalhados em sua coloração âmbar.

Nessa desgustação ainda é possível provar a double beer NATTE, de 6,5%, que se assimila muito a uma tradicional trappista, trazendo uma cor vermelho-escuro por conta de seu lúpulo meio-amargo misturado a 20% de malte de caramelo; a IJWIT, de 7%, cerveja de trigo com toques de coentro e limão (aliás, os holandeses possuem essa péssima mania de colocar limão nas cervejas de trigo); e a ZATTE, primeira cerveja produzida pela Brouwerij ‘t IJ, uma golden yellow triple beer com 8% de graduação alcoólica.

Para rebater essa primeira rodada, a casa oferece uma série de comidinhas como queijos trappistas próprios (ABDIJKAAS e Skeapsrond); e a deliciosa salsicha defumada, Osseworst, que combina perfeitamente com os queijos e especialmente com a NATTE.

Fora do menu degustação de cervejas, ainda é possível beber a STRUIS, de 9%, uma cerveja escura produzida regularmente pela Brouwerij ‘t IJ; e, no meu caso, a IJ.P.A., de 8%, bem lupulada e que só é fabricada durante o verão.

A Brouwerij ‘t IJ abre todos os dias pontualmente às 15h e fica aberta até às 20h. O modo mais fácil de chegar é pegando o Tram 10 e descer na parada Hoogte Kadijk. Logo na esquina já será possível avistar o moinho.

Só mais uma dica: leve dinheiro, pois o bar não aceita cartões de crédito e débito.

Mais informações: http://www.brouwerijhetij.nl/


Originally published at birrinhas.com.

Like what you read? Give cirilodias a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.