A Pipa do vovô não sobe mais

Quem é jovem (cof cof) feito eu, cansou de cantar essa música nos tempos carnavalescos vendo o SBT. E longe de mim ser o problematizador de tudo, mas já pensaram na pressão que ela causa?

Galinha meramente ilustrativa

Se pra você nenhum, que bom. Mas para mim ela, especialmente depois que eu entendi o duplo sentido, ficou a mensagem: brochar é ruim. E convenhamos, legal não é mesmo. Você tá ali, todo no tesão, doido pra se divertir e pluft, o pau não sobe. Ou até sobe e fica cabisbaixo de novo.

Mas a experiência foi me ensinando que também não é o apocalipse chegando. As vezes você tá ali, naquele tesão louco, morrendo de vontade de uma foda maravilhosa e o pau não colabora. Pode ser a cabeça que está em outros mil lugares, pode ser a libido que baixou, pode ser cansaço, pode ser muito álcool. São tantos os fatores que contribuem que eu poderia ficar aqui listando. Mas e ai?

Ai que brochou, ué. Se é a sua primeira vez, parabéns! Outras virão. Se a pessoa que está contigo diz que nunca brochou, pode recolher a cueca e ir embora, por que é um mentiroso. Todo mundo brocha. É normal.

Dito isso, que tal encarar com naturalidade? De vez em quando, dar uma respirada, uma leve pausa, já basta para tudo voltar ao normal. E se não voltar, convenhamos: é só um pau! Ainda assim seu corpo é cheio de lugar legal para brincar. Para de focar só nele.

E isso que estou falando ainda do SEU corpo. Já parou pra pensar que tem uma outra pessoa ali? Mudem a brincadeira, explora o corpo do boy, sei lá, seja criativo.

E se nada funcionar mesmo, segue o baile. Não é a sua última trepada (ok, se for, sinto muito). Claro, aqui não estou falando de disfunção erétil (fale com seu médico, eu falaria), mas sim daquela brochada esporádica.

E por fim, aprenda a rir de si mesmo. Vai quebrar o gelo da situação de um jeito impressionante.